Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2004 / 04 / 29 / Metodista recebe atores do filme Cidade de Deus

Metodista recebe atores do filme Cidade de Deus

Produção cultural brasileira e situação das favelas do Rio de Janeiro foram discutidas com alunos da Universidade

29/04/2004 19h19 - última modificação 10/03/2006 15h51

>> Clique aqui e assista a entrevista dos atores Mais de 500 alunos lotaram o Salão Nobre, no Campus Rudge Ramos da Universidade Metodista de São Paulo, para participar de um debate que discutiu arte e sociedade. Os atores e integrantes do Grupo Nós do Cinema, Leandro Firmino, Renato Souza e Luis Nascimento apresentaram aos alunos dos mais diversos cursos da Universidade o Projeto Juntando Gente, que tem como objetivo mostrar a produção cultural de artistas de baixa renda e desmistificar o universo das favelas em instituições educacionais.
Fotos Thiago Benedetti

O evento foi aberto com uma apresentação cultural do professor Evânio Teles, do Núcleo de Formação Cidadã, enaltecendo a cultura afrobrasileira. Em seguida a professora da Faculdade de Jornalismo e Relações Públicas, Verônica Arevena Cortes, fez uma rápida apresentação do grupo e o público pôde então assistir ao episódio “Sábado”, da série da Rede Globo de Televisão, Cidade dos Homens. O material exibido serviu de apoio para a discussão, que versou principalmente sobre a produção cinematográfica brasileira e a situação das favelas do Rio de Janeiro. Na segunda parte do evento, o professor José de Sá, do Núcleo de Formação Cidadã e da Faculdade de Jornalismo e Relações Públicas, também deu sua contribuição ao debate. As questões sociais abordadas no filme a as técnicas de interpretação e captação de imagens também estiveram em pauta.

No final do evento, camisetas e cartões autografados por Leandro Firmino, que interpretou o personagem Zé Pequeno, no filme Cidade de Deus, foram vendidos para angariar fundos para o ONG Nós do Cinema, grupo que oferece a jovens de comunidades de baixa renda educação, treinamento e capacitação em cinema e informática, experiência prática através de produções próprias e acesso ao mercado de trabalho. O coordenador do grupo, Luis Nascimento, falou durante o encontro sobre a importância de disseminar o conhecimento entre os jovens com situação sócio-econômica precária, citando inclusive Paulo Freire e o papel do educador popular. “É importante inserir a educação dentro da realidade do aluno. No nosso caso, educar os jovens com práticas culturais dentro da favela”, destacou Luis. A disputa pelo Oscar também foi lembrada. Leandro Firmino disse que as indicações que o filme Cidade de Deus recebeu foram boas para dar mais visibilidade ao cinema brasileiro. “Mas em nenhum momento me senti convidado para a festa”, reclamou o ator. Luis Nascimento disse ainda que a repercussão do filme no mercado brasileiro foi muito boa, principalmente porque “o filme mostrou o verdadeiro brasileiro, sem o esteriótipo de beleza européia que arrebata as televisões e revistas.” Assista à entrevista do Jornal da Metodista:
Comunicar erros


Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático