Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2004 / 02 / 18 / Qualidade do handebol brasileiro desperta atenção de times europeus

Qualidade do handebol brasileiro desperta atenção de times europeus

No começo de 2004, o time Metodista/São Bernardo perdeu dois jogadores, Sidney Santos Costa e Gonzalo Viscovich.

18/02/2004 19h24 - última modificação 10/03/2006 15h51

No começo de 2004, o time Metodista/São Bernardo perdeu dois jogadores, Sidney Santos Costa e Gonzalo Viscovich. Os atletas foram jogar em times da Europa. Para o supervisor técnico da equipe, Rogério Toto, essa era uma situação esperada. Segundo ele, a conquista da medalha de ouro no Pan-Americano contribuiu para a exposição dos jogadores, mas existem outros fatores que somam. “O principal é que o nível técnico do handebol brasileiro melhorou sensivelmente. No último mundial, por exemplo, nossa seleção jogou de igual para igual com Dinamarca, Suécia e Egito, que são seleções de primeiríssima linha”, disse ele.

A participação da Metodista/São Bernardo nos dois mundiais interclubes também chamou a atenção dos europeus. A atuação do armador Bruno Souza, ex-Metodista/São Bernardo, abriu o mercado na Europa. Bruno foi eleito para a seleção do mundo em 2003.

“Para nós, da Metodista/São Bernardo, já não é mais novidade atletas receberem propostas de clubes da Europa; assim foi com o Agberto, o Marcão, entre outros”, comentou Toto. “Ficamos orgulhosos disso porque sabemos que eles estarão disputando competições no continente onde a modalidade é mais desenvolvida e, com isso, o handebol brasileiro também cresce”, completou.

Comunicar erros


Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático
Portlet de conteudo estático