Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Incubada na Mondó, almofada de viagem Z-Trip já está no mercado

Incubada na Mondó, almofada de viagem Z-Trip já está no mercado

Incubadora da Metodista acolheu projeto durante seis meses

05/11/2019 20h35 - última modificação 07/11/2019 16h20

Um travesseiro para viagem com fone de ouvido embutido e que pode ser usado em duas posições diferentes ao redor do pescoço. Também vem guarnecido com fita elástica que se fixa ao banco do carro ou avião, deixando a cabeça mais estabilizada. Este é o Z-Trip, primeiro produto incubado na Mondó que já está à venda no MercadoLivre ou pedidos diretos.

MondAlmofadaPaulaMaltecaNOV2019.jpg
Paula e Camila: seis meses de mentoria na Mondó
As idealizadoras da Z-Trip são a arquiteta e a advogada Paula Malteca e Camila Garcia, respectivamente, que tiveram a ideia a partir da necessidade ergonômica de a cabeça descansar em longas viagens e em posição estabilizada. “Como a almofada pode ser acomoda em posição diferente da usual, achamos interessante colocar um fone de ouvido dentro, de forma que o usuário pudesse ouvir música caso desejasse. O fone ajuda também a dar maior firmeza para a almofada. Além disso, há uma fita elástica para ser fixada ao banco do carro ou avião, deixando a cabeça mais firme no lugar”, descreve Paula, que se apresentou em junho de 2018 na incubadora da Universidade Metodista de São Paulo.

 

Foi quando seu projeto foi aprovado entre 18 candidatos inscritos e ficou incubado durante seis meses. “Pudemos entender melhor nosso produto, nosso cliente e nosso objetivo”, comenta Paula Malteca, que já havia passado pela Campus Party e pelo Centro de Empreendedorismo e Inovação Tecnológica (Ceitec) de São Bernardo. De início, as duas empreendedoras desconheciam por onde começar. Contrataram uma consultoria para receber suporte e tirar a ideia do papel, mas sem sucesso. Esgotaram os recursos financeiros reservados para a empreitada e partiram em busca de investidores e espaços que ajudassem pequenas startups. 

“Nesse novo caminho participamos de feiras e eventos como a Campus Party, onde nosso projeto foi selecionado dentre muitos outros. Ainda sem nenhum retorno palpável, nos inscrevemos em uma seleção de startups no Ceitec de São Bernardo, onde também fomos selecionadas. Lá participamos de mentorias que começaram a nortear nosso caminho. Em uma das apresentações dentro da Ceitec conhecemos professor Antero Matias, que nos convidou a participar de uma seleção na Mondó”, lembra Paula sobre o primeiro contato com o coordenador da incubadora da Metodista.

Um norte

Após seis meses na Mondó, Paula e Camila dizem que saíram com um norte mais definido para a Z-Trip. Começaram a procurar empresas que se interessassem pela produção e logo encontraram. “Dentro dessa empresa desenvolvemos a almofada até chegar num modelo final que pudesse ser comercializado. Há um mês estamos vendendo para o consumidor final”, contam.

O travesseiro multifuncional para viagem  custa R$ 150. Paula e Camila ainda trabalham home-office e dividem as funções de acordo com a aptidão de cada uma: Paula cuida mais da parte gráfica e Camila da parte legal e empresarial. Mas ambas têm uma função em comum que é prospectar mercados. Sobre a incubadora da Metodista, Paula é taxativa:

“Olhando todo nosso caminho até aqui, teríamos economizado muito tempo e dinheiro se tivéssemos começado pela Mondó. A incubadora foi muito importante para entendermos melhor quem era nosso cliente. Através desta descoberta, pudemos identificar nosso nicho de mercado. Sabendo o nicho de mercado, percebemos que era um produto viável e que tinha público. Isso tornou o negócio mais seguro".

Esta matéria foi publicada no Jornal da Metodista.
Conheça Outras.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , ,