Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Marketing / Notícias / Mundo conectado é a base dos trabalhos de alunos concluintes de Marketing

Mundo conectado é a base dos trabalhos de alunos concluintes de Marketing

Maior parte dos empreendimentos projetados tem a internet como plataforma

02/12/2015 18h14

Alunos tiveram três minutos para apresentar plano de negócios à banca de jurados

A conectividade é mesmo caminho sem volta da vida moderna, por isso foi celebrada como o grande passo adiante nos negócios projetados pelos alunos concluintes em 2015 do curso de Tecnologia em Marketing da Universidade Metodista de São Paulo. O mundo em rede esteve presente em todos os trabalhos do Pitch-PAP (Programa de Aprimoramento Profissional) do 4º período apresentados em 27 de novembro, em noite de muita inspiração: da Esmalteria Truck para mulheres sem tempo de ir à manicure ao lanche fitness Good Snack, do portal interativo Uai Cultura ao aplicativo We Help que une doadores e ONGs.

Como ocorre em todos os finais de semestre, os alunos têm três minutos para apresentar suas ideias a uma banca de jurados do mundo da comunicação e de startups (empresas nascentes de tecnologia). Os projetos são desenvolvidos com base no modelo de negócios Canvas. Todos contemplam planejamento de mercado, viabilidade da operação, receitas, público-alvo, concorrência, estratégia de marketing, entre outros itens de sobrevivência do empreendedorismo. Este ano apesentaram-se 11 grupos.

Sobre rodas

Um destaque desta fornada foi o serviço sobre caminhões, como o School Truck e a Esmalteria Truck. A proposta do School Truck é levar cursos de especialização de curta duração em um espaço móvel estacionado próximo a universidades, ou seja, no caminho onde o interessado faz sua graduação, podendo utilizar o período anterior às aulas. Um diferencial seria a grade personalizada montada pelo aluno. Já a Esmalteria móvel estacionaria em locais previamente anunciados por whatsap à vizinhança feminina, o que permite agendar o atendimento.

Unir pessoas que queiram ajudar com entidades ou pessoas que precisam ser ajudadas é a proposta do We Help. Por meio de cadastro e publicação do que se deseja doar, o portal exibe os produtos disponíveis para serem acessados por ONGs, pessoas físicas ou entidades sociais necessitadas.
Já o Cabidinhos Brechó busca facilitar a vida de pais sem tempo para ir a shopping e que prezam uma boa economia ao optar por comprar e vender roupas e acessórios infantis seminovos. Um chat no site possibilita às mães trocar experiências e até uma área de jogos educativos é contemplada no espaço virtual.

FagesMKPAP22015.jpg
Maior parte dos trabalhos foi ancorada na internet

Na onda do mercado de entretenimento em crescimento, o Uai Cultura busca ser uma rede social colaborativa sobre o meio artístico e cultural. Por meio de cadastro o artista pode postar seu trabalho, enquanto usuários participam com comentários e avaliações sobre peças de teatro, cinema, livro e agenda cultural da semana.

Também com a proposta de ser uma plataforma de avaliação de consumidores, a E-report é destinada a clientes de e-commerce. Seria espécie de rede social de lojas. Os depoimentos sobre as experiências (negativas ou positivas) de compra se fariam ao estilo storytelling. As redes de e-commerce poderiam, por meio desse dispositivo, avaliar seus pontos fortes e fracos.

De olho no mercado fitness, a Good Snack busca ser uma rede de “fast food saudável”, com lanches, shakes e sucos para repor energias após sessões de academia. A ideia é instalar-se em shoppings que tenham espaços para malhação, com os quais a Good Snack estabeleceria parcerias.

Esta matéria foi publicada no Jornal da Metodista.
Conheça Outras.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , ,
COORDENADORA

LUCIANE DUARTE DA SILVA

Minicurrículo

 

 

Receba informações de oferecimento deste curso

 

marketing.png

Receba informações de oferecimento sobre esse curso:

X