Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Jornalismo / Notícias / Expocom 2010 premia alunos da Universidade

Expocom 2010 premia alunos da Universidade

14/07/2010

14/09/2010 19h35 - última modificação 11/04/2011 18h25


A Expocom 2010 (Exposição da Pesquisa Experimental em Comunicação) premiou três grupos de estudantes da FAC (Faculdade de Comunicação) da Universidade Metodista. Dois trabalhos são do curso de Jornalismo; “Carcereiros”, na categoria Produção em Jornalismo Informativo, e “Rodoanel”, em Radiojornal; e um da graduação em Rádio e TV, “Adoleta”, que conquistou a categoria Cinema Audiovisual.

A Expocom deste ano aconteceu no Rio Grande do Sul, entre os dias 4 e 7 de setembro. O coordenador do curso de Jornalismo, Rodolfo Martino, disse que é importante para os estudantes o reconhecimento em âmbito nacional. “Isso, de alguma maneira, atesta que estamos no caminho certo. O mérito é do aluno, mas é necessário que a gente perceba que a rota que traçamos é boa”, afirmou.

 Para o coordenador do curso de Rádio e TV, Antônio Andrade, a premiação é estimulante. “Agora precisamos que os estudantes continuem apresentando projetos inovadores. O que conta é a ideia, e esses alunos que ganharam tiveram uma boa ideia”, disse.

 O professor Valdir Bofetti, que orientou “Carcereiros”, disse que a conquista é um estímulo para os alunos e a universidade. “O prêmio reconhece um trabalho excepcional. Elas trataram o tema com esforço e seriedade para realizar um trabalho profissional”, contou.

Para a professora Heloisa de Oliveira Frederico, que orientou “Rodoanel”, foi uma ótima experiência. “Foi o meu primeiro grupo de orientação. O interessante é que eram oito mulheres à beira de um ataque de nervos. Então, em algum momento, o orientador não é só aquele que passa a experiência, o conhecimento, mas, às vezes, funciona também como terapeuta do grupo.”

Heloisa acredita que o importante é os alunos entenderem a consequência de fazer jornalismo. “O interessante é descobrir que o jornalismo é feito de pessoas para pessoas. Acho que o grande mérito dessa história toda, desse processo, é a humanização que ocorre entre os alunos.”

A professora Maria Aparecida Ruiz, que orientou “Adoleta”, do curso de Rádio e TV, disse que o prêmio é uma forma de reconhecer a atividade desenvolvida pelos alunos. “Mostra que eles realmente aprenderam algo de importante, que está sendo valorizado por pessoas que não estão na própria universidade. Para a gente é a certificação de que estamos no caminho certo e de que nosso trabalho vale a pena.”

Para a aluna Natália Bantelatti, que faz parte do grupo de “Adoleta”, o prêmio foi gratificante. “Foi uma surpresa. Quando iniciamos o projeto a gente nem esperava participar de um congresso, quanto mais levar o prêmio na etapa nacional. É um reconhecimento muito grande.”

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , , , , , ,

RODOLFO MARTINO - COORDENADOR
rodolfo martino
Veja o Minicurrículo

 


 

jornalismo.jpg

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: