Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Jornalismo / Notícias / Ex-aluna ganha bolsa internacional como “Jornalista de Visão” e concorre ao “Comunique-se 2018”

Ex-aluna ganha bolsa internacional como “Jornalista de Visão” e concorre ao “Comunique-se 2018”

Flávia Furlan conquista bolsa de mestrado e disputa o Comunique-se na categoria Empreendedorismo

17/07/2018 18h25 - última modificação 17/07/2018 18h52

Flávia ganha bolsa de mestrado e disputa o Comunique-se na categoria Empreendedorismo (Foto Arquivo Pessoal)

Formada em Jornalismo na turma 2004-2007 da Universidade Metodista de São Paulo, Flávia Furlan vive momento especial na carreira. Acaba de ganhar bolsa de pós-graduação para mestrado em uma universidade nos Estados Unidos ou Europa, oferecida pelo Instituto Ling, e está entre os finalistas do Prêmio Comunique-se 2018, considerado o “ Oscar do Jornalismo Brasileiro”. Aos 32 anos de idade e hoje atuando na Revista Exame, do Grupo Abril, Flávia diz que nada é por acaso.

“Acredito que este momento é resultado de muito esforço pessoal. A rotina de jornalista demanda muito do profissional, mas ele precisa manter a 'cabeça fresca', buscando sempre as melhores histórias e cursos para se especializar ou para conquistar habilidades novas”, diz a ex-aluna Metodista, que já trabalhou em redações como do portal InfoMoney e do jornal Brasil Econômico.

Quando cita o Jornalismo como profissão que exige constante atualização, a paulistana Flávia Furlan fala com conhecimento de causa. Logo que se formou na Metodista, fez pós-graduação em Análises Econômicas pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) durante um ano e meio. A pós deu-lhe o direito de um mês de extensão na Universidade de Grenoble, na França, e ela não perdeu a oportunidade, garantindo um diploma de MBA da União Europeia.

O mestrado que conquistou agora pelo Instituto Ling como “Jornalista de Visão”, com bolsa de US$ 60 mil, deve ser cursado na área de política ou economia. Ela ainda não decidiu. “Tenho três anos para passar num curso. Pretendo ficar de um a dois anos fora”, planeja Flávia, que está desde 2013 na Exame, a mais prestigiada revista brasileira na área de economia e finanças. Iniciou na editoria de Negócios Globais e desde o final de 2017 está na editoria de Brasil, responsável por matérias sobre macroeconomia, infraestrutura, agronegócio e política, entre outros temas.

Leitura diária

A Metodista tem papel especial na trajetória de Flávia Furlan: “A universidade permitiu que eu tivesse as bases para atuar como jornalista. Lembro que tínhamos muitas aulas práticas, com jornalistas que atuavam em redação, e isso era um diferencial enorme para quem queria seguir esse caminho, como eu. Lembro de professores que pegavam muito no nosso pé quanto ao texto e à importância de ler muito, todos os dias, todo tipo de revista ou jornal, algo que hoje vejo como faz diferença na vida de um jornalista”, descreve.

Não à toa Flávia enveredou por mídias econômicas: foi a partir do módulo de Jornalismo Econômico do curso. “As aulas se baseavam em analisar jornais de economia, entender os termos da área, o que eu adorava e foi definitivo para seguir esse caminho”, diz, lembrando também da experiência de fazer o TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) com orientações de conteúdo de livro-reportagem, o que a ajudou a melhorar o texto que elaborou. “Lembro sempre das reuniões com o orientador que eram muito inspiradoras. Só uma faculdade de ponta, com professores tão renomados, pode proporcionar esse contato para os alunos”, cita.

Prêmios

O Programa de Bolsas de Estudo “Jornalista de Visão” busca reconhecer jovens talentos da imprensa brasileira, incrementando sua formação com bolsas para cursos de Mestrado e de Especialização nas melhores universidades dos Estados Unidos e da Europa, segundo o Instituto Ling. A iniciativa tem apoio da agência de comunicação Máquina Cohn&Wolfe.

O programa existe desde 2010 e procura identificar jovens com perfil de liderança, atuação profissional e desempenho acadêmico de destaque, a fim de que sejam estimulados a contribuir com o jornalismo brasileiro em futuro próximo. Este ano seis profissionais do Brasil foram contemplados, entre dezenas de indicados por diretores de redação, editores e jornalistas consagrados.

Já no Prêmio Comunique-se, que está na 16ª edição, Flávia Furlan concorre na categoria Jornalista de Empreendedorismo. O Comunique-se premia profissionais de todos os meios, on e off-line, e desde a edição de 2015 tem os indicados, finalistas e vencedores conhecidos por meio de votação aberta a jornalistas e internautas com perfis no Facebook interessados no trabalho jornalístico. São três fases de votação. Nesta edição são 10 indicados em cada uma das quase 30 categorias e subcategorias. Desse grupo são votados três melhores em cada área, de onde saem os vencedores. A festa de premiação está programada para 11 de setembro próximo.

Esta matéria foi publicada no Jornal da Metodista.
Conheça Outras.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , , , ,

EDUARDO GROSSI- COORDENADOR

Minicurrículo

 

Receba informações de oferecimento sobre esse curso:

X