Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Filosofia / Notícias / Semana de Filosofia aborda hermenêutica e o papel do educador

Semana de Filosofia aborda hermenêutica e o papel do educador

Encontro de 14 a 17 de outubro teve como tema “É possível educação sem filosofar?”

18/10/2019 18h40 - última modificação 18/10/2019 18h38

Profs. Vitor e Israel: tema deste ano foi sobre "É possível educação sem filosofar?”

Considerada a arte da interpretação, a hermenêutica está diretamente ligada à educação por comungarem os mesmos princípios: traduzir, refletir, compreender e explicar um texto, uma ação, um pensamento ou imagem. “Professor acaba sendo o hermeneuta de todas as profissões”, concluiu Vitor Chaves de Souza, docente nos cursos de Filosofia e Ciências da Religião da Universidade Metodista de São Paulo, em palestra de encerramento da Semana da Filosofia na noite de 17 de outubro.

Alunos de pedagogia também participaram do encontro, que teve como tema em 2019 Filosofia e Educação: É Possível Educação sem Filosofar?. Professor Vitor Chaves fez um histórico sobre hermenêutica desde os tempos em que era o método usado para decifrar a Bíblia e outros textos mais difíceis, passando pelo período em que se contrapôs ao Positivismo e sua crença na ciência experimental como única forma de conhecimento humano, até chegar ao círculo hermenêutico do luterano alemão Friedrich Schleiermacher. Segundo ele, um texto, por exemplo, não pode ser compreendido fora do contexto, ou seja, fora da compreensão do todo, e não só de uma palavra.

“Se alguém me fala ‘olha uma cascavel’ em um restaurante, logo vou pensar em um quadro na parede ou uma brincadeira. Mas se estivermos em uma floresta, óbvio que vou entender que é uma serpente e sair correndo”, exemplificou o professor sobre a importância de não se fazer interpretações parciais.

Na educação, conforme professor Vitor, ficam mais evidentes os três pilares da hermenêutica (tradução, explicação, compreensão), pois é compreendendo sua realidade que o professor ajudará os alunos na percepção e interpretação do mundo.

A Semana de Filosofia se estendeu de 14 a 17 de outubro e reuniu palestras, exposições orais e trabalhos sobre a temática. O coordenador do curso, professor Israel Valentin, reforçou o ponto de encontro entre filosofia e pedagogia ao citar que “filos é a mãe de todas as ciências”, portanto está sobreposta com educação.

Esta matéria foi publicada no Jornal da Metodista.
Conheça Outras.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , , , , , ,
COORDENADOR

ISMAEL FORTE VALENTIN - COORDENADOR

Minicurrículo

Receba informações de oferecimento deste curso

Receba informações de oferecimento sobre esse curso:

X