Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Filosofia / Notícias / Semana da Filosofia tem início com discussão sobre tempo e imagem na antiguidade

Semana da Filosofia tem início com discussão sobre tempo e imagem na antiguidade

Edivaldo José Bortoleto foi o primeiro conferencista convidado

18/09/2018 19h55 - última modificação 19/09/2018 18h45

Começou nesta terça-feira (18 de setembro) a Semana de Filosofia da Universidade Metodista de São Paulo. Organizado pelo curso e pelo Centro Acadêmico Professor Rui Josgrilberg, o evento conta com diversas conferências e grupos de trabalho sobre “Filosofia em Tempo e Imagem”.

Na abertura, Ismael Forte Valentin, coordenador da graduação, e Sérgio Tavares, assessor da Reitoria, deram boas-vindas aos palestrantes. “Somos uma universidade que insiste em ser confessional e comunitária em meio à mercantilização da educação. O curso de Filosofia existe por isso, porque é um espaço aberto para diálogo”, disse Tavares.

Para reforçar a importância de diálogos como esse, professor Rineu Quinalia Filho declarou: "Temos percebido uma marginalização das humanidades e não só no Brasil. É uma realidade internacional e isso exige que a gente se reinvente”. Ele pontuou que, apesar disso, 38 estudantes de diversas instituições de ensino do Estado inscreveram-se para apresentação de trabalhos.

Filosofia em Tempo e Imagem na Antiguidade

O primeiro conferencista convidado foi Edivaldo José Bortoleto, doutor em Educação pela Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep) e docente do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó). Bortoleto palestrou sobre “Filosofia em Tempo e Imagem na Antiguidade” e debateu com os participantes.

O docente traçou um panorama da história da filosofia utilizando, principalmente, textos do filósofo Martin Heidegger. “O que fazemos hoje na filosofia passa muito mais por sua história e temos que pensar nessa história por conta da crise que a filosofia vive”, comentou. Para isso, o docente analisa o caminho percorrido por filósofos desde Platão.

Por meio de sua análise, Bortoleto afirmou que a imagem está presente desde o sofismo e também apareceu, mais tarde, na filosofia. “Enquanto artistas e sofistas tocam a aparência, o filósofo toca a essência. Porém, temos que reconhecer a importância dos sofistas na origem da educação. Foram os fundadores da pedagogia que trilha, até hoje, os mesmos caminhos”, conclui.

A Semana da Filosofia ainda contará com atividades nesta quarta e quinta-feira. Confira a programação completa e participe.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , ,
COORDENADOR

ISMAEL FORTE VALENTIN - COORDENADOR

Minicurrículo

Receba informações de oferecimento deste curso

Receba informações de oferecimento sobre esse curso:

X