Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Fateo / Notícias / Voz de mulher brasileira na ONU: professora da FaTeo participa da 55ª sessão da Comissão sobre o Status da Mulher

Voz de mulher brasileira na ONU: professora da FaTeo participa da 55ª sessão da Comissão sobre o Status da Mulher

11/03/2011 14h30 - última modificação 11/03/2011 16h15

 

A professora Margarida Ribeiro, coordenadora do Centro Otília Chaves e do Programa de Extensão da Faculdade de Teologia, representou a América Latina na delegação da Igreja Metodista Unida que  participou da 55ª Commission on the Status of Women  (Comissão sobre o Status da Mulher), CSW.  O ciclo de conferências e debates, que ocorreu no prédio das Nações Unidas, em Nova York, entre os dias 22 de fevereiro e 4 de março, reuniu líderes políticos, representantes da sociedade civil e organizações não governamentais de todas as partes do planeta para discutir a presença e a valorização da mulher na sociedade. Temas como o acesso da mulher à educação e tecnologia, igualdade nas relações de trabalho, mortalidade materna, violência doméstica e a atuação na mulher na erradicação da fome foram algumas das questões debatidas pelas participantes nas reuniões da ONU.

Delegação de Mulheres na ONU

Todos os anos, representantes dos estados-membros da ONU se reúnem na sede das Nações Unidas para avaliar os progressos em matéria de igualdade de género, identificar os desafios, definir padrões globais e formular políticas concretas para promover a igualdade entre os sexos eo avanço das mulheres no mundo inteiro.

Convidada a fazer parte dos debates na ONU em função de sua relevante atuação social no país, a Divisão de Mulheres da Igreja Metodista Unida dos Estados Unidos levou uma ampla delegação, com mulheres metodistas dos Estados Unidos, de países asiáticos, africanos, do Caribe e da América Latina. Para representar a América Latina, a Divisão de Mulheres convidou a professora e pastora Margarida Ribeiro, que tem uma longa história de atuação em defesa dos direitos das mulheres e das crianças.  Nas reuniões, Margarida apresentou as iniciativas públicas que tem realizado com o apoio da FaTeo, como sua atuação no Projeto Meninos e Meninas de Rua de São Bernardo do Campo e projetos voltados às mulheres da Igreja Metodista e da sociedade civil.

Entre as conferências e debates, a  professora Margarida também teve a oportunidade de dialogar com a representante da Secretaria de Políticas para Mulheres do governo brasileiro, e com várias outras lideranças em âmbito mundial, com o propósito de ampliação do diálogo e realização de futuras parcerias com o Centro Otília Chaves, criado com a finalidade de integrar cada vez mais os temas igreja, gênero e sociedade.  

Jersey

A professora participou, também, de  eventos promovidos pela Igreja Metodista Unida dos Estados Unidos.  Em New Jersey (foto à direita), ela pregou para a comunidade latina pastoreada pela missionária brasileira Revda Lourdes Magalhães, no dia 27 de fevereiro, e visitou as instalações da Global Ministries, agência da Igreja Metodista Unida, onde está localizada a Divisão de Mulheres.

Para a professora,  tanto a presença da Divisão de Mulheres Metodistas neste importante evento da ONU quanto a sua participação como representante latino-americana são um reconhecimento da inserção pública da mulher metodista. No dia 12 de março, a Igreja Metodista no Brasil comemora o “Dia da Confederação das Sociedades Metodistas de Mulheres”.  Que este reconhecimento seja mais um estímulo na trajetória de fé e ação das mulheres metodistas brasileiras, chamadas a “viver para servir” na sociedade.  

Michelle 

A professora Margarida em momento histórico:  ao lado de Michelle Bachelet, diretora executiva da ONU-Mulheres, a nova agência das Nações Unidas para as Mulheres, criada no dia 24 de fevereiro.

 

Mais informações sobre a Commission on the Status of Women: http://www.un.org/womenwatch/daw/csw/55sess.htm

 

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre:

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: