Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Fateo / Notícias / Poema, reflexão, música, liturgia... vamos celebrar a Páscoa!

Poema, reflexão, música, liturgia... vamos celebrar a Páscoa!

20/04/2011 12h15 - última modificação 20/04/2011 14h34

ÁPáscoa é momento de partilha, de esperança renovada pela comunhão dos irmãos e irmãs unidos/as em nome do Senhor da Vida. A FaTeo compartilha aqui algumas colaborações recebidas por e-mail para, juntos/as, refletirmos sobre a dádiva da Páscoa e celebrarmos a fé na ressurreição.

 Contribuição da irmã Dinah da Silva Branchini

PÁSCOA
A VIDA QUE RESSURGE DA MORTE.
A ESPERANÇA QUE RESSURGE DOS DESAFIOS.
A ALEGRIA QUE RESSURGE DA TRISTEZA. 
A AMIZADE QUE RESSURGE DOS DESENCONTROS.
O AMOR QUE RESSURGE DAS MÁGOAS.
A FORÇA QUE RESSURGE DA FRAQUEZA.
A CURA QUE RESSURGE DA DESESPERANÇA
CRISTO LEVOU CONSIGO NOSSAS DORES, NOSSOS FARDOS, NOSSAS MESQUINHARIAS PARA QUE SUA LUZ  SE EXPANDA EM NÓS EM PLENITUDE DE VIDA.

FELIZ PÁSCOA A TODAS AS PESSOAS DE BOA VONTADE E DA PAZ.
BEIJOS

DINÁ

Contribuição do ex-aluno Antônio Carlos Soares dos Santos:

A morte de um justo

Texto: Marcos 15.22-41

 

Introdução: A crucifixão era uma pena de morte que os romanos aplicavam a escravo e rebeldes politicos. Tinha um caráter infamante, assim não poderia ser aplicado a um cidadão romano, somente aos estrangeiros. Desde que a autoridade romana se impôs na terra de Israel há numerosos testemunhos de que essa pena se aplicava com relativa freqüência. O procurador da Síria Quintilio Varo havia crucificado no ano 4 a.C. dois mil judeus como represália por uma sublevação. "Então o crucificaram". É assim, dessa forma econômica e singela que Marcos dá conta desse momento tão capital da história que vem contando: Jesus é executado. Marcos não coloca palavras na boca de Jesus, porque não há palavras que possam expressar a dor e o sofrimento daquele momento. 

Qual o real significado da morte de Jesus?

 

1-      Deus presente na cruz

Apesar da frase atribuída a Jesus “Deus meu, Deus meu, por me abandonaste?”, Deus estava bem presente na cruz. Marcos nos leva ao entendimento de que as trevas sobre a terra é o choro de Deus. Uma tristeza profunda onde a ausência da luz se reflete na dor de um justo sofrendo. Vemos o final de algo que Jesus sabia que iria acontecer.  Ele foi perseguido e sabia por que estava sendo perseguido...sabia as conseqüências...mas não recuou. Porque a sua mensagem é a mensagem do Reino de Deus, uma mensagem contrária a mensagem tantas vezes ouvida...Jesus morreu porque o Reino de Deus precisava ser implantado e sua mensagem era a voz de Deus clamando por justiça, por igualdade...Jesus é a voz de Deus silenciada pela violência, pela corrupção...Deus não o desamparou, mas silenciou-se, porque a sua própria voz estava calada pela dor. Jesus declara na cruz que Deus também sofre, que Deus também chora...A cruz de Jesus é a cruz que diz: Deus sente dor! A cruz de Jesus não é a cruz de um Deus que requer o sacrifício, mas de um Deus que requer amor. Assim, me faz lembrar o poeta que dizia: Quem não ama sofre, quem ama sofre muito mais. E ali cravado na cruz está a expressão maior do amor...não um sacrifício voluntário, mas um sacrifício de amor,provocado pela injustiça de poderes contrários à vida.


2-      Deus na cruz: Uma denúncia contra a morte
Jesus na cruz é uma denuncia contra os poderes que governam esse mundo: Vejam o que seu mundo faz com quem fala de amor! Como Jesus, muitos outros foram crucificados de forma injusta. Sacrifícios que se repetem hoje onde vemos milhões morrerem de fome, de miséria, pela violência...nos conduz à denuncia de inocentes morrendo por simplesmente falar de amor. Na cruz, Jesus é profeta! É aquele que denuncia as injustiças, que silenciosamente declara a dor dos injustiçados e revela a maldade do coração humano. Deus na revelação da cruz, nos aponta a crueldade e a vontade humana de oprimir e  dominar . A cruz de Jesus não é simplesmente um instrumento para nos livrar dos nossos pecados, não é um amuleto mágico, mas é a denúncia de Deus de que algo está errado. Qualquer sistema que tira a vida é um sistema anti-Evangelho. A cruz de Jesus re-afirma a luta pela vida. Jesus morreu porque falava de vida plena. A cruz é o espelho de nossas almas. É a revelação de Deus e a vergonha humana! A dor do mundo se revela na cruz que clama por justiça. Jesus é vitima da ambição, do poder e do egoísmo que requer sempre um sacrificio para que tudo permaneça como sempre foi.

Conclusão:
"Jesus, então, dando um grande grito, expirou", informa Marcos. Era a hora nona, ou 3 da tarde, e assim esta história vai chegando ao fim. Melhor seria dizer que assim começa esta longa história. Deus faz da morte de um inocente uma semente para uma nova vida: se o grão de trigo, caído na terra, não morrer, fica só; se morrer, produz muito fruto.  Deus trabalha assim...de instrumentos de morte faz nascer vida e vida em abundância.
Pr. Antonio Carlos

 

Contribuição do ex-aluno Nilson da Silva Jr.

MENSAGEM DE PÁSCOA

Desejo que a manhã deste domingo de Páscoa, assim como todas as manhãs de nossas vidas, nos desperte para um profundo desejo de louvar a Deus por mais um dia e, em especial, pela lembrança de Seu grande amor por nós,

clique aqui: www.revnilsonjr.wordpress.com  (no blog do pastor Nilson, você encontrará vídeo com uma bela música, para matar a saudade ou para

FELIZ PÁSCOA!!

Rev. Nilson da Silva Júnior
Pastoral Universitária da Unimep
Campus Taquaral

 

Contribuição da equipe de liturgia da FaTeo

Liturgia TRÍDUO PASCAL: Vai ter com os meus irmãos e irmãs, e dize-lhes:
Subo para meu Pai e vosso Pai, para meu Deus e vosso Deus.
(João 20.17)

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre:

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: