Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Fateo / Notícias / Professores da Faculdade de Teologia cumprem segunda etapa do Projeto Sol Andino

Professores da Faculdade de Teologia cumprem segunda etapa do Projeto Sol Andino

22/02/2013 11h15 - última modificação 04/03/2013 11h59


Os professores Luiz Carlos Ramos e José Carlos de Souza ministraram curso de capacitação e reflexão para pastores, pastoras e liderança leiga da Igreja Evangélica Metodista Unida do Equador, na cidade de Quito, nos dias 21a 26 de janeiro de 2013. O tema geral foi “Vida e missão da Igreja hoje na perspectiva wesleyana” e uma das ênfases do curso foi a participação das crianças na igreja.

A realização desse “taller”, como se diz em espanhol, é parte do Projeto Sol Andino um programa da Faculdade de Teologia com o apoio da Igreja Metodista da Inglaterra, que visa “oferecer suporte, orientação e parceria na área da educação teológica” a fim de fortalecer a identidade do metodismo na área da América Andina.


No mês de julho de 2012, ocorreu a primeira etapa no Equador, com as contribuições da Prof. María Inés Simeone, pastora da Igreja Metodista no Uruguai, e do Prof. José Carlos. Agora, em janeiro de 2013, foram aprofundados temas atuais da teologia wesleyana – como a economia, a cultura, a ecologia e o ecumenismo – e os fundamentos e a prática da liturgia cristã (na foto acima, o professor José Carlos de Souza em momento de aula e abaixo o grupo de participantes).


Participaram integralmente do evento 31 pessoas: o Bispo Silvio Cevallos Parra (na foto, o primeiro do lado direito, ao lado da esposa Márcia) vários pastores e pastoras, e muitos leigos e leigas, pelo menos, dois terços dos participantes, entre eles, vários jovens.

Aliás, a Igreja Metodista no Equador é uma jovem igreja e acompanha com grande interesse todas as oportunidades para conhecer e aprofundar nossa herança confessional, especialmente em diálogo com a realidade latino-americana. Todos receberam nosso Anuário Litúrgico, como subsídio importante para orientar o culto e a pregação nas igrejas locais.


Na avaliação escrita, vários irmãos e irmãs se manifestaram com entusiasmo, como podemos ler em algumas delas:


-  “Gostei de conhecer a herança e as tradições que nos deram os fundadores de nossa igreja: os diversos temas relacionados à economia, ecologia, e diversas fontes”.


-  “Gostei do tema da Fé e cultura. Como devemos respeitar quando compartilhamos a fé; o evangelho sempre vem com a mesma mensagem, mas no contexto da cultura para que as pessoas entendam”.

-  “O tema do ecumenismo, a importância de ser igreja cristã, junto a outras denominações”.

-  “Foi bem útil, todo o novo curso de Liturgia”.

-  “Conhecer novas formas de liturgia e que, como igreja, não temos um único modelo”.

-  “Me ajudou muito o tema da criança, com informação e boa ferramenta para nossos ministérios”.

-  “Me impactou a liturgia final da Santa Ceia. Muito participativa e refletia nossa contribuição” .

Na foto ao lado, o professor Luiz Carlos Ramos, especialista em liturgia, pregando em culto na Igreja Metodista Central de Quito.


Ao final, todos falam da necessidade de dar continuidade a essa parceria. Na verdade, há uma verdadeira cooperação de todas as Igrejas e pessoas envolvidas. O suporte financeiro da Igreja da Inglaterra, o apoio institucional e humano da Faculdade de Teologia, a dedicação de seus professores e professoras, a organização local da Igreja do Equador, o empenho de tantas pessoas que proveem a infraestrutura (alimentação e hospedagem), etc.

A lista seria longa e sempre há o risco de se esquecer da alguém... Mas não podemos deixar de mencionar Sara Flores, a missionária responsável no local pelo funcionamento do curso, o casal Eluzinete e Eduardo Campaña, que hospedaram os professores e o Bispo Silvio Cevallos, cuja presença constante e apoio foram essenciais. Na foto ao lado, o casal Eluzinete e Eduardo Campaña (que hospedaram os professores) ao lado do pastor Daniel.


Pessoalmente, dou graças a Deus pela oportunidade de participar nesse projeto, pelos amigos e amigas que fiz, verdadeiros irmãos e irmãs que, como nós, procuram ser sal e luz no belo e fascinante país chamado Equador. ¡Que Dios los bendiga!



Nas fotos acima, vista da cidade de Quito, capital do Equador. Situada a 2860 metros acima do mar e cercada por montanhas, a cidade de Quito, patrimônio cultural da humanidade, possui centro histórico amplo e muito bem conservado.


Informou: José Carlos de Souza

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre:

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: