Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Fateo / Notícias / Pesquisadora avalia como o telejornais retratam os evangélicos e participam nos processos de construção da identidade religiosa

Pesquisadora avalia como o telejornais retratam os evangélicos e participam nos processos de construção da identidade religiosa

16/02/2011 12h34

Para a obtenção do mestrado em Comunicação Social pela Universidade Federal de Juiz de Fora, a jornalista e pastora metodista ex-aluna da FaTeo Hideíde de Brito Torres desenvolveu pesquisa sobre as representações evangélicas encontradas em dois telejornais de grande audiência no país: o Jornal Nacional (da Rede Globo de Televisão) e o Jornal da Record (da Rede Record, vinculada à Igreja Universal do Reino de Deus).

No trabalho intitulado O telejornalismo na construção da identidade religiosa, Hideíde investigou de que modo a televisão participa nos processos de construção das identidades evangélicas e de que maneira essas representações são percebidas por grupos de batistas e metodistas que residem numa cidade do interior de Minas Gerais (município de Cataguases).

Segundo a pesquisa, a percepção dos/as entrevistados/as é que interesses políticos e econômicos, entre outros, determinam a forma pela qual ambos os telejornais abordam os evangélicos. Tal percepção ocorre mesmo em relação à emissora vinculada a uma igreja: “O fato de ter vínculos com uma Igreja evangélica não torna a emissora ou o Jornal da Record imediatamente identificado com os grupos pesquisados”, diz a autora. “Estes evangélicos históricos também demonstraram, em difersos enunciados, não querer se identificar com os evangélicos que percebem na mídia. Têm resistência a ver seus eventos descritos como shows e preocupam-se em querer ser vistos de modo diferenciado”, afirma Hideíde.

Integrante da banca de examinadores, Magali do Nascimento Cunha, professora da FaTeo, destacou a relevância do tema pesquisado: “É muito importante termos um trabalho de qualidade na Área de Comunicação relacionado à religião, que foi além de tratar da produção de programação religiosa/evangélica, temática já bastante desenvolvida, e buscou compreender o lugar da religião no telejornalismo, e mais ainda, como esta abordagem tem sido recebida pela audiência evangélica. É uma importante contribuição que abre novos caminhos de pesquisa na relação mídia-religião”.

Comunicar erros


Receba informações de oferecimento sobre esse curso: