Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Fateo / Notícias / Pastora metodista Joyce Torres foi impedida de entrar em Honduras

Pastora metodista Joyce Torres foi impedida de entrar em Honduras

01/10/2009 10h15 - última modificação 01/10/2009 11h38

HONDURAS: Delegação do CLAI visita país sob tensão


Pastora metodista Joyce Torres foi impedida de entrar no país.


Depois do estado de sítio promulgado pelo governo do presidente golpista suspendendo garantias constitucionais, Honduras vive sob tensão ainda maior. O exército invadiu a Rádio Globo, tirou-a do ar, e pouco se sabe da situação dos jornalistas que nela trabalhavam.


ALC

Tegucigalpa, terça-feira, 29 de setembro de 2009


A Associação Mundial de Rádios Comunitárias - Honduras (AMARC) emitiu declaração pública, no domingo, na qual critica a decisão do governo de suspender as garantias constitucionais. "Condenamos fortemente a perseguição contra a mídia comunitária e alternativa, que, a partir dos seus espaços, fazem consciência cidadã”, diz o comunicado.

Em meio a esse clima de tensão, delegação ecumênica organizada pelo Conselho Latino-Americano de Igrejas (CLAI) realiza visita pastoral às igrejas em Honduras.

A pastora brasileira Joyce Torres, secretária executiva do Conselho de Igrejas Evangélicas Metodistas da América Latina e do Caribe (Ciemal), que integraria a delegação ecumênica teve o seu visto negado pelo Consulado de Honduras.

O secretário-executivo da Aliança de Igrejas Presbiteriana e Reformadas da América Latina (AIPRAL), pastor German Zijlstra, conclamou à oração “para que esta situação possa ser revertida em curto prazo.”


Fonte: Agência Latinoamericana e Caribenha de Notícias.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre:

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: