Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Fateo / Notícias / Passagem pela porta e Culto de envio emocionam estudantes e familiares

Passagem pela porta e Culto de envio emocionam estudantes e familiares

15/12/2015 19h25

A história da Cerimônia da Porta foi lida pelo Prof. Dr. Nicanor Lopes

 

Esse final de semana foi de muita alegria e agitação para todo o quadro docente e discente da Faculdade de Teologia da Igreja Metodista/Umesp. Na sexta (11), começaram as celebrações de formatura da turma 2012-2015, para estudantes dos cursos presencial matutino, noturno e CTP, com a “Cerimônia da Porta” e o Culto de Envio, no salão Nobre da Umesp.

 

Prof. Dr. Paulo Roberto Garcia trouxe uma palavra da reitoria aos estudantes

 

 

Carregada de significado e emoção, a cerimônia da porta, como em todos os anos, desde o final da década de 1950, abriu as celebrações de formatura da FaTeo. Estudantes perfilados no corredor do edifício Beta ouviram atentamente a leitura bíblica do Evangelho de João 10.1-9, feita pela coordenadora do Curso de Teologia e do Programa de Formação da FaTeo, Profa. Dra. Blanches de Paula; a história da Cerimônia da Porta, lida pelo vice-reitor, Prof. Dr. Nicanor Lopes e palavra de saudação e acolhimento do reitor, Prof. Dr. Paulo Roberto Garcia.

 

 

Antes de passarem pela porta, que foi aberta pelo reitor, juntamente com o bispo presidente da 3ª Região Eclesiástica e que representou o Colégio Episcopal, Revmo. Bispo José Carlos Peres, formandos e formandas acompanharam o cântico Vida e Missão, entoado pelo maestro Jonas Paulo, acompanhado pela pianista Liséte Espíndola. Um trecho do cântico diz “Testemunho é vida, por Jesus, Senhor, Proclamemos Cristo: Paz, Justiça e Amor!”.

 

A Revda. e coordenadora do curso de Teologia, Dra. Blanches de Paula, fez a leitura bíblica na Cerimônia da Porta

 

Da faculdade, que este ano completou 127 anos, não se tem certeza de quando começou a cerimônia da porta, marca registrada da FaTeo, mas uma publicação de 1959 contava do início desta tradição. A passagem pela porta tem significado de travessia no tempo, passado e futuro, como porta de saída representando o término de importante ciclo e de entrada, simbolizando o início de uma nova fase, novos desafios pessoais e ministeriais.

 

As turmas se reuniram e entregaram o louvor ao Senhor porque Dele, por Ele e para Ele são todas as coisas

 

Durante o culto de envio, as três turmas tiveram participação com vídeos que contaram um pouco de suas trajetórias acadêmicas, louvor feito por alunos e alunas, com destaque para a canção A Ele a Glória, cantada por todos alunos e alunas e que tem na expressão “Dele por Ele e para Ele são todas as coisas”, a exemplo do texto de Romanos 11.36, o tema de formatura escolhido pelas turmas.

 

Apresentação de todas as turmas, com o cântico A Ele a Glória

 

O professor Paulo Garcia deu sua palavra de saudação e dirigindo-se especialmente aos familiares, disse: “vocês não nos emprestaram eles porque não os devolveremos. Vocês os cederam para a missão de Deus. Essa tarefa continua. E eles precisam das orações de vocês para a vivência plena do ministério”. Aos formandos, o reitor pediu a Deus que cuide da cada um e cada uma e que eles sejam conduzidos pelo Senhor na palma de Sua mão. “Sejam uma bênção. Ele os chamou e também capacitou para que vocês sejam semeadores de esperança”.

 

Reverendo Adilson Mazeu, pastor da Comunidade Acadêmica foi o pregador da noite

 

O pregador da noite foi o pastor da Comunidade, Reverendo Adilson Mazeu Ferreira, que trouxe uma reflexão sobre o texto de 1Timóteo 1.12-17, “um testemunho de quem foi muito amado e procura explicar esse amor”, disse, referindo-se a vida do apóstolo Paulo.

 

 

No texto, o pastor destacou aos formandos alguns pontos do testemunho de Paulo: ele agradece pela confiança que Jesus Cristo deu a ele, o designando ao ministério. Por isso, “é preciso expressar gratidão e saber que somos perdoados e que Ele confia em nós.” Da mesma maneira que o Senhor confia e designa, Ele também capacita “para conduzir as pessoas que Ele mesmo está designando aos cuidados de vocês”. Por fim, o pastor falou da necessidade de conhecer e ser reconhecido pelo rebanho, como fundamento para a prática ministerial. “Que a trajetória ministerial de todos vocês e suas famílias, por onde quer que passem, revelem gratidão e fé, padrão de vida moral e espiritual que apontem para o Deus único. A Ele toda honra e toda glória, amém”.

 

No salão, parentes, amigos, irmãos se alegraram com a vitória das turmas

 

O presidente do Conselho diretor da FaTeo, Rev. Paulo Dias Nogueira deixou aos formandos o texto de Eclesiastes 9.10 e enfatizou: “o texto não diz para ir além, nem ficar aquém, mas conforme as nossas forças”, e completou “o chamado de vocês é para servir o reino no pastoreio e a formação é parte desse condicionamento para que vocês façam aquilo para o qual Deus os vocacionou”.

 

 

O diretor da Rede Metodista de Educação, Robson Ramos Aguiar também deu uma palavra de saudação com alegria por mais uma turma formada. Em seguida, falando da designação para o pastoreio, o Reverendo Prof. Nicanor Lopes agradeceu às famílias e abriu o momento para entrega de flores pelos formandos aos pais presentes.

 

O Coral Canto da Terra entoou as canções Mais que tudo te Amarei e a Bênção Aarônica

 

O Revmo. Bispo José Carlos Peres deu uma saudação em nome do Colégio Episcopal, deixou o texto de Colossenses 3.17 e lembrou que era portador de abraço de cada bispo e também da bispa aos formandos. O bispo presidente da 4ª Região, Roberto Alves também esteve presente no culto. No ato de envio, juntamente com o reitor da FaTeo, o bispo Peres leu o texto de Lucas 4.18-19 e comentou: “Essa foi a primeira pregação de Jesus Cristo, na Sinagoga. Esse texto dá a vocês grande responsabilidade, porque evoca o mesmo espírito que estava sobre Jesus. Se está sobre vocês o Espírito Santo, vocês são capazes de cumprir, como Jesus. É uma palavra de encorajamento mas também de responsabilidade”.

 

Alegria, emoção, expectativa. Tudo de uma vez. É o culto de envio!

 

Momento do envio e bênção

 

O reitor, Prof. Paulo Garcia, fez a oração, seguido de apresentação do Coral Canto da Terra, com regência do maestro Paulo Jonas e acompanhamento da pianista Liséte Espíndola. O coral teve duas participações, no início com a canção “Mais que tudo eu te amarei” e ao final, com a “Bênção Aarônica”. A bênção, pelo Bispo Peres, encerrou o culto.

 

Turma do noturno com o reitor, Prof. Paulo Garcia e o bispo Emérito Geoval Jacinto da Silva

 

 

 

 

Texto: Rose Rosa
Fotos: Paulo Belkiman/Vitoria Belkiman/Lidia Stateri

 

 

 

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: ,

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: