Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Fateo / Notícias / Páscoa e Vida: esperança e confiança no futuro

Páscoa e Vida: esperança e confiança no futuro

04/04/2012 13h45 - última modificação 04/04/2012 13h44

O título original desta mensagem é: "O Deus da Páscoa te quer altaneiro". Escrito pelo professor Milton Schwantes, o texto foi adaptado e publicado no site da Paróquia da Paz, da Igreja Luterana, de onde a reproduzimos, com gratidão.


A morte procura se instalar na existência das pessoas. Não só a morte física, mas a morte que tem muitos rostos. A morte que veste o manto do egoísmo, da infelicidade, que toma a forma de marginalização e de procura frustrada, que se chama subnutrição e doença, que se apresenta como opressão e despotismo, que se instala através do uso de drogas, do alcoolismo e da depressão.

Como cristãos e cristãs sabemos, no entanto, que o sentido da vida humana é a própria vida; vida abundante e de bom conteúdo. Vivemos e alimentamos a esperança, sempre renovada, de vida que não sucumbe ante os sinais de morte. E onde enxergamos pessoas que passam de largo pela vida, sentimos o impulso inquebrantável de levá-las a ela. Há algo de vivo, inquietante, poderoso e atuante na fé cristã, que torna impossível para nós deixarmos de procurar a vida e levar outros a ela.

Como cristãos e cristãs sabemos que o sofrimento, a dor e a miséria não mais estão com a última palavra, desde que o sepulcro de Cristo foi encontrado vazio. O sepulcro da morte de Cristo continua a abrir-se para que dela brote a vida. E esta é a vitória da vida. Páscoa é isso: a vida vencendo a morte. Já o profeta Habacuque, muito antes de Cristo, dava testemunho do Deus que nos quer resgatado de túmulos: “Deus é minha força! Torna meus pés como os de corça e me faz andar altaneiramente”(Habacuque 3,19). É assim que Deus nos quer e assim ele nos criou: altaneiro, vibrante, de olho erguido, confiante no futuro.

Páscoa é isso. Deus mostra sua força. O Faraó, Senhor das opressões, se afoga no mar. Foi-se “às profundezas como pedra”(Êxodo 15,5). Mais adiante a própria morte ficou no ridículo. Afinal, Jesus saiu da sepultura. Altaneiramente seguiu seu caminho. Maria Madalena viu-o vestido de jardineiro(João 20.15) Foi a Emaús como caminheiro em companhia de outros dois(Lucas 24,13-35). Está aí em tua comunidade. Está aí com você. E ele está para que tu sejas. Este é o milagre do Deus da páscoa. Ele não te quer de nariz em terra. Nem rastejante. Nem de olho escondido, cabisbaixo, temeroso. O Deus da páscoa te quer altaneiro em tua fé, confiante, de olho erguido, olhando sempre para frente, confiante. Sim, Deus te quer altaneiro. É assim que ele gosta de ti. Foi assim que te criou. Desse jeito chamou-te para integrar seu povo.  

Fonte: http://www.paroquiadapaz.com.br

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre:

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: