Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Fateo / Notícias / No Dia Internacional Nelson Mandela, homenagens, resistência e esperança

No Dia Internacional Nelson Mandela, homenagens, resistência e esperança

19/07/2013 12h55 - última modificação 19/07/2013 13h00



No dia de seu aniversário de 95 anos, foi o aniversariante quem presenteou o mundo inteiro com uma animadora notícia: está reagindo à infecção que o mantém internado desde o dia 8 de junho. Não podia ser diferente a comemoração de 95 anos do líder antiapartheid que, condenado à prisão perpétua em 1964, saiu da cadeia depois de 27 anos para ser o presidente da África do Sul: com resistência e esperança.  O dia 18 de julho de 2013 -- “Dia Internacional Nelson Mandela” desde 2010, por determinação da Organização das Nações Unidas – foi repleto de homenagens no mundo inteiro, de crianças cantando à frente do hospital ao reconhecimento de governos e instituições.

Uma das instituições que homenagearam Nelson Mandela nesse dia foi a Igreja Metodista, a qual o líder reconhece como sua igreja, desde os tempos de menino, quando foi educado numa escola metodista da África do Sul. Em 1999, já como presidente do país, Mandela afirmou: “Durante todos os anos de opressão e discriminação, a religião deu ao povo incontável determinação e o compromisso para resistir à desumanidade. Muitos extraíram da religião a coragem para sobreviver à dor (...). Nós recordamos como os organismos religiosos foram responsáveis pela instrução dos milhões de africanos do sul quando o governo nos negou. Nós recordamos como durante nossos anos na prisão a nossa igreja e outras comunidades religiosas nos atenderam, trazendo o cuidado e o incentivo espirituais através dos capelães que nos visitaram; e importando-se com nossas famílias quando nós não podíamos assisti-las (...)”.

Thomas Kemper, chefe executivo da Junta Geral de Ministérios Globais da Igreja Metodista Unida, testemunha que, durante sua infância na Alemanha, via Mandela como um herói. "Ele representou o melhor de nossa tradição metodista e mostrou coragem e determinação em face de enormes dificuldades".

Nos Estados Unidos, Mandela teve "uma enorme influência sobre os líderes do movimento dos direitos civis e da igreja negra", lembrou o Bispo Melvin Talbert, que ajudou o Conselho Mundial de Igrejas a monitorar a eleição presidencial de 1994 na África do Sul. "Seu legado viverá pelas gerações vindouras."

Jan Love, líder ecumênica e diretora da Candler School of Theology, em Atlanta, destacou a humildade e a disposição de Mandela em servir à humanidade. "Sua perspicácia política, a disciplina pessoal e a perseverança contra sistemas opressivos arraigados e contra todas as adversidades tem poucos similares, em qualquer tempo e lugar ", disse ela.

O Secretário-Geral da Organização das Nações Unidas, Ban Ki-moon afirmou: “A comemoração do Dia Internacional Nelson Mandela deste ano acontece em um momento de profunda reflexão sobre a vida e obra de Madiba (o nome pelo qual é conhecido no clã), no momento em que o líder universalmente reverenciado permanece no hospital"

Um dia, a doença, ou simplesmente o tempo, levará Nelson Mandela para junto do Pai. Esperamos, porém, que o Criador conceda ao mundo mais tempo para conviver com esse filho que representou tão profundamente o ideal de justiça e paz para todas as pessoas.  E que seu exemplo continue plantando sementes e gerando frutos de esperança.   Tão fortes e resistentes quanto ele.

Suzel Tunes (com informações do site da United Methodist Church)

Veja também:

Sobre a criação do Dia Internacional Nelson Mandela:http://www.un.org/en/events/mandeladay/

Um vídeo com trechos de discursos feitos por Mandela na ONU:  http://www.youtube.com/watch?v=cqkp2jBY1vA&feature=youtu.be

Artigo:  “Metodistas saúdam Mandela”, no site da Igreja Metodista Unida, dos EUA:

http://www.umc.org/site/apps/nlnet/content3.aspx?c=lwL4KnN1LtH&b=5259669&ct=13188869

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre:

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: