Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Fateo / Notícias / Música, Teologia e Pastoral são eixos das reflexões da 56ª Semana Wesleyana da FaTeo

Música, Teologia e Pastoral são eixos das reflexões da 56ª Semana Wesleyana da FaTeo

23/05/2007 19h28 - última modificação 30/05/2007 12h43

“Mil Vozes para Celebrar” – a propósito dos 300 anos de Charles Wesley é o tema da 56ª Semana Wesleyana, realizada pela FaTeo, nos dias 21 a 25 de maio. A semana foi aberta na noite do dia 21, com o culto celebrativo do tricentenário de Charles Wesley  seguido do painel “Música na Igreja Hoje”, quando foram apresentadas reflexões pelos professores Davi Junker (musicista da Universidade de Brasília), Tércio Junker (musicista e liturgista do Christian Theological Seminary/EUA) e Magali do Nascimento Cunha (jornalista e pastoralista da FaTeo). O painel indicou temas para reflexão da contemporaneidade a serem conectados com os estudos voltados para as contribuições de Charles Wesley para a música na igreja. No momento foi lançado o mais recente número da revista Mosaico Apoio Pastoral, da Editeo (editora da FaTeo) que traz artigos relacionados às reflexões da Semana Wesleyana sob o tema “O lugar da música na pastoral”.

Os temas da produção musical de Charles Wesley foram a abordagem central da principal conferencista da semana, profa. Simei Monteiro (foto), musicista e liturgista assessora do Conselho Mundial de Igrejas, em sua primeira apresentação na manhã do dia 22. Os/as participantes puderam aprender, a partir de momentos da vida do compositor metodista, sobre as ênfases teológicas que ele desenvolveu relacionadas a suas experiências de fé. A medida que Simei Monteiro apresentava as idéias ela convidou os/as participantes a entoarem hinos relacionados, boa parte deles traduzidos e adaptados por ela.

No final da manhã foram realizados dois lançamentos da Editeo: os livros “Wesley e o mundo atual”, de Theodore W. Jennings, e “Pluralismo e a missão da Igreja na atualidade”, de Inderjit Bhogal, com contribuições de Magali do Nascimento Cunha e Sandra Duarte. Foi ainda apresentado e distribuído aos/às participantes o livreto “Cancioneiro Mil vozes para celebrar. Hinos de Charles Wesley”, preparado pelo Centro de Estudos Wesleyanos.

(Clique aqui e veja os lançamentos da Editeo e do CEW).

Na parte da tarde foram iniciadas as oficinas em Hinódia Wesleyana, conduzidas pelos musicistas, teólogos e liturgistas convidados/as: José Carlos de Souza, Helmut Renders, Luiz Carlos Ramos, Tércio Junker, Vilson Gavaldão e Helen Luce Pereira.

Os hinos de Charles Wesley sobre o Espírito Santo foram tema da sessão da segunda manhã de atividades. O Bispo Emérito da Igreja Metodista e professor da FaTeo Paulo Ayres Mattos foi o conferencista. Ele destacou a teologia desenvolvida nas composições que enfatizam uma leitura do Evangelho de João. O Bispo Paulo Ayres relacionou esta perspectiva teológica aos desafios presentes nas igrejas hoje e sua interpretação da ação do Espírito Santo, que tem causado muitas divisões, controvérsias e crises doutrinárias.

No final dessa sessão os participantes da Semana Wesleyana foram saudados pelo Bispo Presidente do Colégio Episcopal da Igreja Metodista João Carlos Lopes, que ressaltou a importância do tema. Foi também lançado o CD “Charles Wesley, o poeta cristão” produzido pela Coordenação dos Núcleos de Capacitação Missionária da 1ª Região Eclesiástica da Igreja Metodista (Estado do Rio de Janeiro). A produção, que é fruto de uma pesquisa e foi gravada com a contribuição de integrantes do coral do Teatro Municipal de Rio de Janeiro, foi apresentada pela pastora Suzana Viana, coordenadora do projeto, e pelos pastores Marcelo Carneiro e João Marcos da Silva.

Cânticos e reflexões

Na noite de quarta, 23, e na manhã de quinta, 24, a profa. Simei Monteiro apresentou a parte final de sua reflexão com a teologia da santidade social nos hinos de Charles Wesley, que inclui a opção preferencial pelo pobre, a oposição às guerras e uma visão ampla de redenção da humanidade. A teologia da eucaristia e da graça também foram ressaltadas na apresentação, que foi concluída com a indicação de composições brasileiras inspiradas em hinos de Charles Wesley. A metodologia de reflexão mesclada com entoação dos cânticos envolveu intensamente os/as participantes.

Na sessão de quinta, 24, foi proferida uma palavra de saudação do vice-reitor da Universidade Metodista de São Paulo prof. Clóvis Pinto de Castro, que ressaltou a força histórica das Semanas Wesleyanas para a universidade e para a Igreja Metodista. Outra palavra foi proferida pelo reitor da FaTeo prof. Rui Josgrilberg que, além de lembrar a contribuição do Centro de Estudos Wesleyanos (clique aqui para conhecer esta atividade) para a formação histórica e teológica de metodistas no Brasil e em outras partes do mundo, fez um desafio: “precisamos acrescentar Charles Wesley em nossas igrejas. Que apareçam os que vão continuar o trabalho que a Simei Monteiro tem feito. O Centro de Estudos Wesleyanos vai acolher quem vai trabalhar nessa área, homens e mulheres, leigos e clérigos”. Na tarde desse dia foi encerrado o trabalho das oficinas de Hinódia Wesleyana.

A força da poesia

Na noite de 24 de maio o pastor presbiteriano e professor Carlos Alberto Rodrigues Alves apresentou um panorama da música no Brasil, as características relacionadas à cultura popular e o desafio que ele percebe para as igrejas hoje.

A Semana Wesleyana foi concluída na sexta, 25 de maio, com um painel sobre Desafios e Possibilidades para o trabalho com a música nas Igrejas Hoje, com a participação dos/as mesmos/as painelistas da primeira noite, acrescido da presença do musicista metodista do sul do Brasil Vilson Gavaldão. A vinculação com a análise da realidade musical presente foi feita ao mesmo tempo em que colocados os desafios a partir do aprendizado na semana. O prof. David Junker ressaltou a proposta da Igreja Metodista de criação de um Departamento Nacional de Música, cujos primeiros passos foram dados na Semana Weleyana com a primeira reunião do grupo nomeado pelo Colégio Episcopal da Igreja, sob a liderança dele.

No encerramento foi realizado um culto em que foram comissionados os/as estudantes formandos/as do curso de teologia (clique aqui para ler notícia específica deste evento).

A avaliação da Semana Wesleyana tem sido muito positiva, tanto da parte de alunos/as, com de lideranças de igrejas que participaram, A riqueza da poesia de Charles Wesley, relacionada a conteúdos densos como a eclesiologia, o sentido da eucaristia, da Trindade, a lugar dos pobres no Reino de Deus, a noção de santidade social com posições fortes pela justiça e contra a guerra, foi ressaltada e cantada nos momentos de estudo. Em certos momentos, os/as participantes revelaram forte emoção com a experiência proporcionada pela profa. Simei. A Semana encorajou  atividades futuras da FaTeo no campo da música relacionada à pastoral.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre:

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: