Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Fateo / Notícias / Ministro da saúde pede apoio de lideranças religiosas no combate à dengue

Ministro da saúde pede apoio de lideranças religiosas no combate à dengue

15/02/2011 10h50

Fonte: Agência Soma


Representantes dos mais diversos credos comparecerem ao auditório Emílio Ribas, na sede do ministério da Saúde, na tarde de quinta-feira, 27 de janeiro, para uma reunião com o ministro da Saúde Alexandre Padilha. Estiveram presentes 107 líderes de 84 entidades religiosas de todo o país que conheceram detalhes da campanha nacional contra a dengue e do mapa de risco de surto da doença no país. Com as informações recebidas, eles passam a reforçar as ações de mobilização contra a dengue junto aos fiéis. O ministro fez um pedido: “Precisamos que no culto, na missa, no encontro religioso, nas atividades e nos shows essas lideranças reforcem junto aos fiéis a necessidade de cuidar tanto da nossa saúde quanto da nossa casa e da nossa comunidade”.

O encontro foi aberto pelo secretário de Vigilância em Saúde do ministério, Jarbas Barbosa, que apresentou os dados mais recentes sobre a dengue e as peças publicitárias elaboradas pelo Ministério da Saúde para orientação à população, gestores públicos, educadores e parceiros. Lembrando que há risco de 16 estados brasileiros enfrentarem surto da doença neste primeiro semestre, o ministro Alexandre Padilha reforçou que o combate à dengue não pode ser restrito ao setor saúde.

“O mosquito da dengue vive no dia-a-dia das pessoas, das comunidades, dos bairros... As lideranças religiosas têm o papel fundamental de juntar as pessoas, mobilizá-las, de ajudar as pessoas a tomar consciência de seus hábitos. Para enfrentar todos os problemas de saúde é muito importante a participação das lideranças religiosas, sobretudo no combate à dengue”, destacou o ministro Alexandre Padilha.

A ideia é que as mensagens de prevenção e de orientações sobre a doença sejam repassadas durante cultos e encontros religiosos. Dentre outras iniciativas, as entidades também poderão realizar:

Mutirões de limpeza de terrenos e casas;

Coordenar reuniões entre fieis e equipes técnicas estaduais e municipais de Saúde para repasse de informações;

Reproduzir as peças publicitárias fornecidas pelos ministérios em sítios eletrônicos, quadro de avisos, publicações e programas de rádio e TVs ligados às várias doutrinas.

Saiba mais sobre como sua igreja pode participar lendo a Cartilha da Dengue no site: http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/flash/cartilha_dengue.html

Comunicar erros


Receba informações de oferecimento sobre esse curso: