Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Fateo / Notícias / FaTeo participa de Semimário Continental de Liturgia, da Rede de Liturgia do Clai

FaTeo participa de Semimário Continental de Liturgia, da Rede de Liturgia do Clai

17/12/2008 16h24 - última modificação 17/12/2008 16h28


Durante os dias de 22 a 26 de novembro, sob os auspícios da Rede de Liturgia do Conselho Latino-americano de Igrejas, reuniram-se liturgistas de diferentes países da América Latina e Caribe, na cidade de Montevidéu, Uruguai, para um encontro no qual questões relativas à liturgia cristã na cultura latino-americana foram abordadas de maneira teórico-prática. Na mesma ocasião, como parte das festividades comemorativas dos 30 anos do CLAI--, foi celebrado no domingo, dia 23, no histórico templo da Igreja Metodista, em Montevidéu, um **Culto de Ação de Graças, no qual foram homenageados alguns dos maiores expoentes da renovação litúrgica latino-americana: Pablo Sosa (Argentina), Nelson Kirst e Jaci Maraschin (ambos do Brasil), Juan Damian (Uruguai), e, ainda, o brasileiro Ernesto Barros Cardoso, in memoriam. O culto foi presidido pela Revda. Ines Simeone, Presidente da Igreja Metodista do Uruguai, e o pregador, um dos homenageados, o Prof. e Rev. Pablo Sosa. Dentre os brasileiros homenageados, não pôde estar presente, por motivos de saúde, o Prof. Jaci Maraschin. Este foi representado, na ocasião, pelo Prof. Luiz Carlos Ramos, da FaTeo, que, em breve pronunciamento, enfatizou a contribuição do homenageado para a reflexão e a produção litúrgica autóctone bem como sua excelente produção no campo da hinódia latino-americana. O Prof. Maraschin, mesmo aposentado, continua contribuindo significativamente para o processo de renovação litúrgica por meio de seus escritos e de suas composições, cada vez enfatizando mais a importância de uma liturgia encarnada, com menos palavras, portanto, e mais corpo, pois essa é a essência da teologia litúrgica cristã. Esse foi um momento de recordação e reconhecimento, repleto de alegres e saudosas lembranças, de sentimento de gratidão e afetividade. Para as igrejas do Brasil, é motivo de orgulho, que nossos liturgistas ocupem tal lugar de honra e respeitabilidade.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre:

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: