Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Fateo / Notícias / Ex-aluna da FaTeo concorre a Prêmio Francisco Morel de Mestrado

Ex-aluna da FaTeo concorre a Prêmio Francisco Morel de Mestrado

14/02/2011 16h40 - última modificação 16/02/2011 19h53

Hideíde de Brito Torres, pastora metodista e ex-aluna da FaTeo, e Iury Parente Aragão, mestrando em Comunicação pela Universidade Metodista, sob orientação da professora Magali do Nascimento Cunha, são dois dos finalistas do Prêmio Francisco Morel promovido pelo Intercom, Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação.

O prêmio Francisco Morel é destinado a estudantes de mestrado que apresentem trabalhos nos GPs Intercom – Encontro de Grupos de Pesquisa em Comunicação, evento que integra o calendário do Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação.

Os grupos de pesquisa são divididos por grandes temas, como Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Relações Públicas e Comunicação Organizacional, entre outros. Os alunos de mestrado podem inscrever seus trabalhos em apenas uma das sub-categorias de GPs, descritas detalhadamente no regulamento da premiação. Dos trabalhos apresentados, a coordenação do evento escolhe os dois melhores de cada grupo.

A diretoria da Intercom leva os trabalhos indicados para a apreciação de um júri formado por professores especializados em cada área e vindos de todas as regiões do país. A avaliação considera a contribuição para o ramo de estudo, o embasamento bibliográfico, o formato de apresentação e o conteúdo do trabalho. Recebem certificado os três trabalhos mais votados e os resultados são divulgados no site da Intercom ao final de cada ano de realização do congresso. A cerimônia de premiação ocorre no primeiro semestre do ano seguinte, durante os Congressos Regionais de Ciências da Comunicação da Intercom.


Patrono

O professor de Publicidade e Propaganda Francisco Morel foi sócio fundador da Intercom e responsável por redigir o primeiro estatuto da instituição. O pesquisador exerce forte influência na atual geração dos grupos de pesquisa do seu campo de trabalho. Sua dissertação de mestrado – “O anúncio da notícia” –, defendida na Universidade de São Paulo, tornou-se emblemática pela articulação da teoria com a prática.

A lista dos trabalhos aprovados na primeira etapa:

Relação dos finalistas por ordem alfabética:

1- André Carlos Moraes (UFRGS) – O livro eletrônico como objeto formal de estudo e como objeto de uso.

2- Andreia Arruda Barbosa (PUCRS)- Outras Possibilidades de Comunicação organizacional face à Complexidade: a Memória Institucional do Exército Brasileiro.

3- Basilio Alberto Sartor (UFRGS) - Quando a comunicação organizacional encontra o Jornalismo: uma abordagem interacionista dos processos de Assessoria de Imprensa.

4- Bruna do Amaral Paulin – A construção das imagens das bandas The Beatles e The Rolling Stones através dos jornais The Times e The Gardian.

5- Carla Patrícia Pacheco Teixeira (Unicap) – Inclusão Digital para o Desenvolvimento Local: códigos tecnológicos ampliam debate e participação de professores e alunos na comunidade.

6- Carolina Pires Araújo (Fiocruz) – A Comunicação como Estratégia para a Promoção da Saúde.

7- Cláudio Messias (USP) – A legitimação da Educomunicação e o surgimento do seu senso-comum.

8- Damaris Strassburger (UFSM) – Os valores de consumo nas narrativas publicitárias da marca Pepsi.

9- Daniel Gambaro (UAM) – Rádio, tecnologias e audiências: as apostas das formas atuais de produção no cenário paulistano.

10- Eduardo Ritter (PUCRS) – A profissionalização do jornalismo: uma perspectiva histórica.

11- Eduardo Silveira de Menezes (Unisinos) – O lobby da Rede Globo pela auto-regulação: influência política e estratégias de marketização durante o governo Lula.

12- Eliana Maria de Queiroz Ramos (UFRPE) – Folkcomunicação e Desenvolvimento Local: papangu, mímica, resistência e brincadeira.

13- Elisângela Lasta (UFSM) - Comunicação Organizacional na Mídia Digital: a Cauda Longa da Informação gerada após o lançamento do Blog Corporativo Fatos e Dados da Petrobrás.

14- Fabiane da Silva Proba (UERJ) – Entre Mapas e Moças do Tempo: a meteorologia no Jornal Nacional e no Rural Notícias.

15- Felipe Moura de Oliveira (Unisinos)

16- Flávio Antonio Camargo Porcello; Débora Thayane de Oliveira Lapa Gadret (UFRGS) – TV aos 60 anos: visibilidade e poder no Brasil.

17- Gabriela Zago (UFRGS) – O Twitter como fonte e pauta de notícias na mídia online de referência.

18- Géssica Gabriele Valentini (UFSC) - O “eu” que reporta: autoria na revista Piauí.

19- Guilherme Moreira Fernandes (UFJF) – Folkcomunicação e os estudos culturais: em busca de aproximações.

20- Hideide Aparecida Gomes de Brito Torres (UFJF) – O Telejornalismo Global e suas relações discursivas a partir de Foucault.

21- Iury Parente Aragão (UMESP/SBC) – Mídia e devotos: vozes formadoras do discurso sobre um santo popular.

22- João Eduardo Justi (Unesp) – Quem tem uma história, tem tudo: estratégias discursivas e a produção do sentido na propaganda direcionada ao público infanto-juvenil.

23- João Guilherme de Melo Peixoto (UFPE) – Fotojornalismo e Narratividade: aspectos sobre convergência digital e modelos de circulação da produção fotojornalística na web.

24- José Augusto Mendes Lobato (FCL) – Da Identificação às múltiplas alteridades: olhar o Brasil a partir das telenovelas da Rede Globo em Portugal.

25- Kelly Tatiane Martins Quirino (Unesp) – A crise da ciência e do jornalismo e as perspectivas para o jornalismo científico.

26- Laura Hastenplug Wottrich (UFSM) – Classe Importa? Reflexões sobre o conceito de classe social para pensar a recepção da mídia.

27- Luiz Paulo Gomes Neves – A pornochanchada: uma revolução sexual à brasileira.

28- Mônica Maria Pinto (UFPR) – Educomunicação para as mudanças climáticas: a contribuição da grande imprensa brasileira para uma nova consciência.

29- Raphael S.S.Carvalho (UFJF)- É proibido fumar? Considerações sobre o posicionamento discursivo da Souza Cruz.

30- Regina Krauss (UEL) – A construção da imagem palestina: narrativas fotográficas no conflito na Faixa de Gaza em dezembro de 2008.

31- Reuben da Cunha Rocha Junior (USP) – Leitura: questão semiótica.

32- Rodolfo Polzin Rondon (UFMT) – O Camelódromo de Cuiabá e seus dispositivos subalternos de publicidade.

33- Simone Freitas (Unisinos) – O telespectador na recepção da TV Digital celular: inferências iniciais sobre os usos e as experiências com essa outra televisão.

34- Susi Berbel Monteiro (Uniso-SP) – A cultura como mecanismo de construção de identidade.

35- Thiery Okuyama Silva Murakami, Margarethe Born Steinberger-Elias (UFABC) – Representação dos lugares na comunicação turística da América Latina.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre:

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: