Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Fateo / Notícias / Emoção e alegria marcam cerimônia de formatura 2015 para estudantes de teologia

Emoção e alegria marcam cerimônia de formatura 2015 para estudantes de teologia

18/12/2015 18h55 - última modificação 02/05/2016 20h06

Por que Dele e por meio dele e para ele são todas as coisas

 

O sábado (13) fechou mais um ciclo para 79 estudantes de teologia dos cursos matutino, noturno e CTP, da Faculdade de Teologia da Igreja Metodista/Umesp. A festa de formatura aconteceu no Cenforpe – Centro de Formação dos Profissionais da Educação “Ruth Cardoso”, no bairro Planalto, em São Bernardo.

 

 

Com o tema “Porque Dele e por meio dele e para ele são todas as coisas”, estudantes, amigos e familiares vivenciaram momentos de extrema emoção, com recordações da caminhada e a experiência da conquista do grau de bacharel em teologia pela Universidade Metodista de São Paulo.

 

Reverenda Gladys Barbosa, da Pastoral Universitária

 

Após o processional, a revda. Gladys Barbosa, saudou formandos e presentes, em nome da Pastoral Universitária. O reitor da Umesp, Dr. Marcio de Moraes, com uma breve saudação, destacou a importância da FaTeo, dentro do complexo universitário e lembrou de um dos alunos do curso matutino, que durante os quatro anos, foi designado como seminaristas para a igreja, onde o reitor é membro, no Rudge Ramos. “O Kainã foi o meu pastor nesse tempo”, disse agradecendo a toda a sua família. Ao grupo de formandos e formandas, o professor pediu que a solidariedade fosse a marca, na vida.

 

O reitor da Universidade Metodista, Dr. Márcio de Moraes

 

Pelo Conselho diretor da FaTeo falou o seu presidente, o reverendo Paulo Dias Nogueira, com base no texto bíblico de 2Reis 4:8-10, quando a mulher sunamita diz as seguintes palavras sobre o profeta Elizeu a seu marido: "Vejo que este que passa sempre por nós é santo homem de Deus". O reverendo expressou aos formandos e formandas que o maior desejo do Conselho Diretor é que eles sejam conhecidos não pelo curso teológico que fizeram, mas sim pelas atitudes como homens e mulheres de Deus. “Parabenizamos a todos no desejo de que possam cumprir o chamado que receberam.”

 

O presidente do Conselho Diretor da FaTeo, Reverendo Paulo Dias Nogueira

 

Em seguida foi a vez do reitor da FaTeo, Prof. Dr. Paulo Roberto Garcia, que iniciou falando do compromisso com o esvaziamento marcado pelo tema escolhido pelas turmas: ‘Porque Dele, por meio dele e para ele são todas as coisas’ (Rm 11.36). “Se dele e por Ele todas as coisas são, então o ‘eu’ não está no centro. É o serviço, compromisso, vocação. Continuem buscando a capacitação, a habilitação que vem de Deus e das pessoas que Deus preparar na vida de vocês.”

 

O reitor da Faculdade de Teologia, Dr. Paulo Roberto Garcia

 

Pontuando as dificuldades desse tempo em que “a ética é palavra fora de moda e a violência é norma”, ele pediu às turmas: “sejam profetas e profetizas. Vocês são chamados/as, como o Prof. Márcio já falou, a viver a solidariedade. Sejam promotores/as da solidariedade.” Criticando a espetacularização da morte de pessoas indefesas, ele fez um apelo: “vocês precisam ser homens e mulheres indignados/as para promover a mudança. Vocês são chamados a serem pastores e pastoras, homens e mulheres vocacionados por Deus para promover a justiça, a solidariedade, a paz e anunciar a salvação que vem de Deus, que tem todos esses atributos e muitos outros também.” Aos formandos e formandas, o Prof. Paulo encerrou a fala pedindo a bênção de Deus, “que Deus oriente, abençoe, fortaleça, guarde a vida de vocês para que vocês possam ser verdadeiramente  vocacionados Dele, por ele e para ele e sempre com ele em todos os caminhos de vocês.”  

 

Aproveitando o momento, o reitor fez uma homenagem ao Prof. Dr. Rui de Souza Josgrilberg, que se aposenta este ano, como docente da FaTeo. (veja matéria)

 

Bispo José Carlos Peres, presidente da 3ª Região Eclesiástica da Igreja Metodista

 

O Revmo. Bispo José Carlos Peres, presidente da 3ª Região, falou emm nome do Colégio Episcopal. Aos formandos e formandas ele falou sobre caminhada, conquista e a preservação dela. “Hoje a tarde, fiquei pensando que depois da formação a gente projeta sonhos e planos e traça alguns objetivos na caminhada, que às vezes são muito pessoais. O apóstolo Paulo quando escreveu aos Filipenses (Fp 3.12) começa a falar sobre uma conquista que ele quer preservar. Ele se esquece das coisas que para trás ficaram e prossegue adiante para a soberana vocação. Ele prossegue na direção do objetivo, mas o objetivo dele está estabelecido em Deus, no reino, em coisas celestiais, em coisas que tem a ver com o futuro dele próprio e do rebanho que ele estava conduzindo.”

 

 

Falando desse tempo, o bispo enfatizou as expectativas forjadas no coração da igreja quanto aos futuros pastores e pastoras. “Uma expectativa de um investimento que foi feito. Aliás, dentro desse investimento que foi feito, um agradecimento aos pais e mães que criaram filhos e filhas pra Deus e nesse criar para Deus, alguns escolheram o caminho do santo ministério da Palavra. Nós louvamos a Deus pela escolha.”

O bispo falou ainda da diferença das expectativas da igreja e de Deus. “As expectativas que eles têm é que vocês tenham se formado, aprendido, entendido, uma vocação que vai fazer deles melhores homens e melhores mulheres de Deus. Mas a expectativa que Deus tem, eu acredito, está em Mateus 28, a partir do verso 18. Jesus Cristo diz que na autoridade que ele recebeu do Pai, no céu e na terra ele designou vocês para fazerem uma tarefa e a tarefa é fazer discípulos e discípulas. Na linguagem mais popular que tem é ganhar gente pra Jesus e ganhando gente para Jesus, eles precisam de um processo de aprendizado, de ensino.

 

Ainda no encorajamento para a missão, o bispo Peres lembrou que Jesus dá garantia que estará sempre conosco, para sempre. “Ele não vai deixar vocês desamparados no ministério, não vai deixar vocês desamparados na caminhada cristã. Nunca estarão caminhando sós porque têm a promessa do Deus da vida, o nosso senhor de que nunca nos abandonará, nem nos deixará órfãos.”

 

O juramento pelos graduandos e graduandas

 

Voltando-se para o auditório, o bispo pediu que a igreja seja paciente com quem se forma agora, “porque eles não se tornaram super humanos, super poderosos, cheios de poder humano, mas acredito que o Poder de Deus está sobre a vida deles.” Lembrando que a carne luta contra o espírito, o bispo disse que ainda que em algum momento nem tudo vá bem, eles falhem, “mas continuam sendo de Deus. Eu fiquei pensando se Deus tivesse sido cruel com Paulo, com Davi, com Moisés e alguns outros que ‘pisaram na bola’, o que seria da igreja, e do povo de Deus.”

 

 

E aos formandos/as o bispo aconselhou: “não falhem. Não pisem na bola! Não aproveitem que eu dei essa orientação pra igreja. Não pisem não, continuem firmes, no alvo, no prêmio da soberana vocação e fazendo tudo para o Senhor, o Deus da vida, na glória de Deus pai”.

 

O coral Canto da terra também participou da formatura, sob a regência do maestro Jonas Paulo, acompanhado ao piano por Liséte Espíndola

 

Na hora dos discursos, a aluna Natacha Alcântara falou pela turma do Matutino, o aluno Daniel da Silva, pela turma do noturno e a aluna Roselane Marques, pela turma do Curso Teológico Pastoral. (confira matéria) Como paraninfos, discursaram os professores Geoval Jacinto da Silva, Blanches de Paula e Danielle Lucy Bósio Frederico. (veja detalhes)

 

O público presente, composto por familiares e amigos de longe e de perto, fizeram a festa mais bonita, esbanjando alegria com a alegria dos novos teólogos e teólogas, pastores e pastoras.

 

 

Texto: Rose Rosa
Fotos: Paulo Belkiman / Vitoria Belkiman e Lidia Stateri

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: ,

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: