Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Fateo / Notícias / Culto na FaTeo marca o encerramento da 64ª Semana Wesleyana

Culto na FaTeo marca o encerramento da 64ª Semana Wesleyana

29/05/2015 20h59

 

Pr. Adilson Mazeu prega no culto de encerramento

 

Assim como na abertura, na segunda (25), a Faculdade de Teologia da Igreja Metodista – Fateo, encerrou nesta sexta (29), a programação da 64ª Semana Wesleyana com um culto a Deus. Com a participação do coral Canto da Terra, acompanhado pela pianista Liséte Espíndola, o culto fechou a semana de estudos que tratou do aprofundamento de “Temas Atuais de Teologia Wesleyana”.

 

O sermão foi ministrado pelo pastor da comunidade, reverendo Adilson Mazeu, que fazendo reflexão no texto de João 3.1-7, 16, destacou a transformação que a experiência com Deus provoca em nós e a necessidade que a Igreja siga criando condições para que, a cada dia, as pessoas tenham experiências com Deus.

 

 

Coral Canto da Terra participa com canção de Charles Wesley

 

Professores da FaTeo e da pós gradução em ciências da religião, juntamente com o Centro de Estudos Wesleyanos da Universidade Metodista de São Paulo – Umesp, dialogaram com a comunidade de estudantes, pastoras, pastores, leigos e leigas vindos de várias partes do Brasil. 

 

 

Prof. José Carlos de Souza proferiu a última palestra (O mundo da cultura como nossa paróquia)

 

Na segunda (25), o bispo Paulo Tarso de Oliveira Lockmann, da 1ª Região Eclesiástica e presidente do Concílio Mundial Metodista foi o pregador no culto de abertura veja matéria. As conferências, sempre com espaço para o diálogo com os participantes versaram sobre: “Graça responsável e prática da salvação”, “Experiência de Deus e a missão no mundo hoje”, “Experiência de mundo e a missão no mundo hoje: o legado do credo social”, “Wesley versus Fletcher: um quiproquó teológico sobre o Batismo do Espírito Santo”, Mulheres no Movimento Metodista”, “A nova cultura material, visual e ritualista metodista brasileira: expressões, impactos e tendências”, “Graça holística, evangelização pessoal e missão integral” e “O mundo da cultura como nossa paróquia: Teologia e mudanças culturais em perspectiva wesleyana”, que encerrou as palestras desta segunda.

 

Participantes do Brasil

Aniversariante do dia, Pra. Marli (ao centro) é homenageada
Estudantes do Ensino a Distância de vários Polos, além de ex-alunos da FaTeo, participaram da Semana Wesleyana. Alguns pela primeira vez, outros que não perdem a semana por nada, como a reverenda Marli de Almeida Tomás, pastora na Igreja Metodista em Realengo, na cidade do Rio de Janeiro, e que há 20 anos frequenta a FaTeo durante a Semana Wesleyana. “Tô pleiteando o título de aluna honorária”, disse. Sobre a importância de participar, a reverenda, que fez aniversário no dia de encerramento da semana fez alusão aos estudos universitários, “pra mim é como se fosse educação continuada. A cada ano a gente aprende mais alguma coisa. E eu aconselho a todas as pessoas que puderem a participar”.

 

José Roberto veio de Belo Horizonte para a semana
Cursando o 3° semestre, do EAD, no polo de Belo Horizonte, o professor de escola dominical, na Igreja Batista, José Roberto, participou este ano pela primeira vez da semana, e volta para Minas com gostinho de quero mais. “Tô gostando muito, está sendo uma oportunidade muito boa, principalmente pra gente que faz estudo a distância, ter esse contato, poder ouvir, falar, é muito bom. É uma semana muito intensa de aprendizado, estudo, de reflexão e os palestrantes são muito bons”. José Roberto destacou o acolhimento como um dos pontos altos da semana. “Além da qualidade das palestras, essa preocupação de fazer bem feito, o que chama muito a atenção é o acolhimento dos professores, os alunos presenciais, o carinho com que a gente foi recebido. Então, é uma teologia que não ta só no discurso, nas palestras, a gente vê que ta sendo vivida aqui no dia a dia da semana”.

 

Da Esquerda para direita, Michele, de Franca/SP e Edna, de Santos/SP

Aluna do EAD no polo de Franca, no 1° semestre, Michelle Soares, professora de escola bíblica para crianças na Comunidade Ágape, de Franca,  volta par o interior com uma experiência de diversidade. “Deus está me formando, me mostrando essas famílias diferentes e tem sido uma experiência muito boa. Achei muito boa a semana. Estava conversando com minha parceira de quarto que eu a cada semestre deveria ter uma semana extra de estudos como essa. Uma coisa que me marcou foi a troca de experiências”. Empolgada, Michelle garantiu que ano que vem estará de volta. 

No 3° semestre do EAD, no polo de Santos, Edna Sena, do Ministério Aliança com Cristo, na cidade de Guarujá, litoral de São Paulo, já esteve, em 2014, na Semana de Estudos Teológicos – SET, que acontece no segundo semestre na FaTeo, mas pela primeira vez veio à Semana Wesleyana. “Achei excelente essa semana. É a experiência vivida e vista de perto. Acostumadas com o online, quando a gente chega aqui é muito diferente, edificante, dá vontade de ficar no presencial.” Edna ressaltou o carinho  recebido, “Aqui não teve barreiras, elas foram quebradas. Essa graça que os metodistas têm de Deus, tá realmente quebrando barreiras.”

 

IMG_20150528_163031.jpg
Pastor Edinaldo, de Macapá/AP


Pastor metodista há 12 anos em Macapá, na igreja do Bairro Julião Ramos, conhecido como Laguinho, o reverendo Edinaldo Alves Duarte, formou-se no polo de Porto Velho – RO, na Região Missionária da Amazônia - REMA. Este ano, foi a primeira oportunidade que ele teve de participar da Semana Wesleyana. Apaixonado pelas áreas da teologia, o pastor Duarte aprovou e recomendou a participação no evento. “Como eu gosto muito do discurso teológico, pra mim foi uma satisfação, poder estar discutindo com essa visão acadêmica a teologia Wesleyana, ainda mais com o tema da graça. Todas as palestras, os conteúdos foram muito bons. E a oportunidade de discutirmos esses assuntos com pessoas que se aprofundam no tema é com certeza enriquecedor para qualquer um." Além de todas as conferências, o pastor também participou das oficinas do Antigo Testamento, com o professor João Batista, na terça e Novo Testamento, com a professora Danielle Frederico, na quinta. "Foi tudo muito bom”, finalizou Duarte.







 

 

Texto: Rose Rosa
Fotos: Ricardo Bissolato

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: ,

Receba informações de oferecimento sobre esse curso:

X