Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Fateo / Notícias / Conselho Mundial de Igrejas conclama coreanos ao diálogo

Conselho Mundial de Igrejas conclama coreanos ao diálogo

15/04/2013 12h40 - última modificação 15/04/2013 12h38

 

O secretário geral do Conselho Mundial de Igrejas (CMI), pastor Olav Fykse Tveit, pediu às autoridades governamentais da Coréia do Norte e do Sul que iniciem de imediato o diálogo sobre paz, reconciliação e reunificação.

ALC/Genebra, 11 de abril de 2013


O Conselho Mundial de Igrejas tem agendada para os dias 30 de outubro a 8 de novembro a realização em Busan, Coreia do Sul, da sua 10ª Assembleia Geral. A assembleia do CMI é realizada de sete em sete anos, em média, e reúne cristãos do mundo todo.

"Não temos planos de ter nossa assembléia em outro lugar", disse Tveit. O tema do encontro é "Deus da vida, conduza-nos à justiça e à paz". Mais do que nunca, a península coreana precisa de uma mensagem de paz, afirmou o líder ecumênico.

A situação na península é uma preocupação do CMI que vem de longa data, também pelo impacto que um eventual conflito provocaria em suas igrejas membro na Coreia do Sul e pelas relações iniciadas com a Federação Cristã da Coreia do Norte.

A realização da Assembleia em Busan, argumentou Tveit, é uma expressão da esperança da Igreja em todo o mundo às congregações das Coreias na construção da paz e reconciliação. "Convidamos todos os cristãos a orarem pela península da Coreia e que a vontade de Deus, pela justiça e a paz, seja feita", disse.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre:

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: