Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Fateo / Notícias / Começa o Advento, vamos celebrar! Pastor metodista ensina o significado da celebração

Começa o Advento, vamos celebrar! Pastor metodista ensina o significado da celebração

30/11/2012 12h25 - última modificação 30/11/2012 12h24

fonte: Rev. Ivan Carlos Costa Martins/site da Sede Nacional da Igreja Metodista

O ponto de partida do Calendário Litúrgico, em que a Igreja celebra os principais eventos da história da salvação, foi a Páscoa. No domingo pascal cristãos/cristãs celebravam a ressurreição de Jesus! Esta festa exigia preparação adequada, daí surgiu a Quaresma. Da mesma, forma cristãos/cristãs sentiram a necessidade de preparação para o Natal, tempo de celebrar o nascimento de Jesus, o Nazareno. A preparação para o Natal é o Advento.

O SIGNIFICADO DO ADVENTO
A palavra “advento” vem do latim e significa “vinda”, “espera”. Para cristãos/cristãs em todo mundo é o tempo de preparação para a vinda do Senhor. Por isso, quanto ao seu significado não há dúvida: o Advento surge como período de preparação para celebração do Natal, ou seja, a Igreja se prepara para o nascimento de Jesus Cristo, partilhando a fé e a esperança do povo nas promessas de Deus; e ao mesmo tempo aguarda o Seu retorno.

Advento tem, portanto, dois significados:
1.    Juntamo-nos ao pequeno povo de Deus que aguardava a aparição do Messias;
2.    e à Igreja em todos os tempos que aguarda o retorno de Seu Senhor. James White (2005: 54) expressa bem essa duplicidade: “O Advento é tempo tanto de agradecimento pela dádiva de Cristo a nós no passado quanto de expectativa de sua segunda vinda”.
Advento é esperança e expectativa.

A IMPORTÂNCIA DO ADVENTO
A importância do Advento, como festa de preparação para a vinda do Senhor, reside em sua espiritualidade.

A espiritualidade do Advento é marcada pela esperança e pelo aguardo do Messias prometido; a fé na concretização da promessa; o amor que se demonstra com a chegada do Messias e a paz por Ele anunciada e plenificada (COLÉGIO EPISCOPAL, 2006, p.28). Deus vem em nosso favor! Deus vem entre nós, e conosco. Como lemos:

“Para a terra que estava aflita não continuará a obscuridade. Deus, nos primeiros tempos, tornou desprezível a terra de Zebulom e a terra de Naftali; mas, nos últimos, tornará glorioso o caminho do mar, além do Jordão, Galileia dos gentios. O povo que andava em trevas viu grande luz, e aos que viviam na região da sombra da morte, resplandeceu-lhes a luz” (Isaías 9.1).

“E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai” (João 1.14).

“Ora, tudo provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação, a saber, que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões, e nos confiou a palavra da reconciliação” (2Coríntios 5.18-19).

COMO CELEBRAR O ADVENTO
O Advento começa quatro domingos antes do Natal. Nos dois primeiros domingos a ênfase está no Advento Escatológico, ou seja, na Segunda Vinda de Jesus Cristo. Os dois últimos são preparação para Seu nascimento, a Encarnação. Os quatro domingos podem ser resumidos da seguinte forma:

1º Domingo: vinda do Senhor, a Igreja vigilante.
2º Domingo: o precursor do Messias.
3º Domingo: convite a tomar parte na alegria.
4º Domingo: preparação para o nascimento do Senhor.

Leituras sugeridas para o Advento:

 

A ESPERANÇA A REALIZAÇÃO A EXORTAÇÃO
Isaías 9.1-7 Mateus 1.18-25 Mateus 24.32-44
Isaías 11.1-10Isaías 11.1-10 Lucas 1.5-7 Mateus 24.45-51
Isaías 12.1-6 Lucas 1.8-25 Mateus 25.1-13
Isaías 35.1-10 Lucas 1.26-38 Mateus 25.14-30
Isaías 40.1-11 Lucas 1.39-56 Mateus 25.31-46
Isaías 52.1-12 Lucas 1.57-66 Marcos 13.24-37
Isaías 55.1-13 Lucas 1.67-80 Lucas 21.29-36
Isaías 61.1-11 Lucas 2.1-7 Romanos 13.11-14
Isaías 65.17-25 João 1.1-14 Romanos 16.25-27
Jeremias 33.14-26
1Tessalonicenses5.1-11
Miqueias 5.2-5ª
Tiago 5.7-11
Sofonias 3.14-18
2Pedro 3.1-18

SÍMBOLOS E CORES DO ADVENTO
O Colégio Episcopal sugere os seguintes símbolos para ambientação litúrgica no período do Advento: Coroa do Advento: simbolizando a realeza de Cristo; Velas: simbolizando a chegada de Cristo como a luz do mundo; Luzes: símbolo da luz que ilumina nas trevas, o próprio Cristo (2006, p.30).
Portanto, o principal símbolo do Advento é a coroa. Messias Valverde(1996, p.57)identifica seus elementos:
A forma circular da coroa representa o tempo que compreende do período da criação ao desfecho escatológico. Os demais complementam o sentido desse tempo como espaço da realização de Deus. O verde simboliza a vida em meio a uma realidade de desesperança; a fita vermelha mostra as diversas alianças de Deus com o povo; as velas, que são acesas a cada sábado nos lares, e a cada domingo no Templo, relembram quatro momentos de forte iluminação de Deus no mundo.
A cor litúrgica desse tempo é o roxo lilás, símbolo da espera, ansiedade e expectativa.

CONCLUSÃO
O comércio já está preparado para as vendas de Natal! A expectativa é o recorde de vendas. A igreja deve preparar-se para a vinda do Rei, seja na esperança do Seu retorno, seja na celebração de Seu nascimento. Hoje é, diante do que mercado que se impõe, urgente recolocar o Natal em seu lugar. Isto significa retomar sua importância na história da salvação. Para tanto, é imprescindível uma preparação adequada.

Ao nos prepararmos para o Natal não devemos esperar o Messias que queremos, e sim aquele que Deus nos envia. Os judeus esperavam um rei-messias, aquele que libertaria Israel do poder do Império Romano. A confissão de fé cristã afirma que Jesus é o messias de Deus, e desde o início dos evangelhos, Mateus e Lucas demonstram como em Jesus se cumpriram as promessas de Deus.

Em certo sentido Natal e Páscoa estão intimamente ligados: “... A Encarnação como acontecimento histórico é o começo de nossa Redenção e a garantia de sua consumação na segunda vinda de Cristo” (ADAM, 1982, p.130).

No presente a Igreja vive a ansiosa expectativa do retorno do Seu Senhor. Oramos dominicalmente como o Senhor nos ensinou “Pai nosso... Venha a nós o teu reino...”. Nesse intervalo em que vivemos a Igreja ora continuamente: “Maranata!” Esta palavra é expressão litúrgica que quer dizer “vem, nosso Senhor”. (1Coríntios 16.22;Apocalipse 22.20).

_______________________

BIBLIOGRAFIA

ADAM, Adolf. O ano litúrgico: sua história e significado segundo a renovação litúrgica. Trad. Mateus R. Rocha. 2.ed. São Paulo: Paulinas, 1982. (Liturgia e Teologia—6).
ALLMEN, J.J. von. O culto cristão: teologia e prática. Trad. Dírson G. V. dos Santos. 2.ed. São Paulo: ASTE, 2006.
BROWN, Raymond E. Um Cristo que vem no Advento: ensaios sobre as narrativas evangélicas em preparação para o nascimento de Jesus (Mateus 1 e Lucas 1). Trad. Suely M. Brazão. São Paulo: Ave-Maria, 1996.
EPISCOPAL, Colégio. O culto da igreja em missão. São Paulo: Cedro, 2006. (Biblioteca Vida e Missão — Pastorais).
VALVERDE, Messias. Liturgia e pregação: celebrações sobre o culto cristão. São Paulo: Exodus, 1996.
WHITE, James F. introdução ao culto cristão. Trad. Walter O. Schlupp. 2.ed. São Leopoldo: Sinodal, 2005.

 

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre:

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: