Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Fateo / Notícias / Colégio Episcopal e lideranças discutem ações para Rede de Educação Metodista

Colégio Episcopal e lideranças discutem ações para Rede de Educação Metodista

02/06/2011 15h05 - última modificação 02/06/2011 15h02

 

reunião pré-teológico maio 2011

 

Nos dias 28 29 de maio, a FaTeo sediou reunião de lideranças metodistas para discutir os rumos da Rede Metodista de Educação

A liderança nacional da Igreja Metodista reuniu-se para traçar novas diretrizes à Rede Metodista de Educação. Os membros do Colégio Episcopal, da Cogeam – Coordenação Geral de Ação Missionária e do Consad – Conselho Superior de Administração das Instituições Metodistas foram convocados. Dois delegados de cada Região Eclesiástica e o diretor geral da Rede Metodista de Educação também estão presentes.

Durante o encontro foi apresentado um panorama das Instituições de Ensino Metodistas por seu diretor geral, Márcio Moraes. “Queremos eliminar todas as dúvidas sobre a Rede Metodista de Educação. Entendemos que este é o caminho para que a liderança da igreja tome decisões sobre o que é preciso melhorar”, declara.

É o mesmo posicionamento do presidente do Consad, Paulo Roberto Bruhn. Ele diz que o Concílio Geral tomará decisões importantes e que, neste sentido, é preciso que todos tenham a mesma orientação e entendimento do contexto geral.

A Bispa da Remne, Região Missionária do Nordeste, Marisa de Freitas Ferreira, argumenta que a liderança nacional está unida no propósito de fortalecer as Instituições de Ensino Metodistas. “Queremos caminhar juntos para que nossas Escolas e Universidades sejam ainda mais um instrumento para a expansão do Reino de Deus”, declara.

Elias Bonifácio Leite, da 4ª Região, membro da Cogeam, explica que o desafio da Igreja é fortalecer a educação metodista dentro das Instituições. “É sempre bom nos reunirmos, porque assim conseguiremos encontrar respostas para nossas perguntas”, afirma.

 

LEIA TAMBÉM:

 

Colégio Episcopal comenta reunião sobre Rede de Ensino Metodista


Os 31 participantes da reunião dos dias 28 e 29 de maio, entraram em profundidade na realidade da Rede Metodista de Educação, tomando conhecimento do que nelas está se passando.

Iniciou-se a apresentação da Rede Metodista de Educação. No primeiro momento foram apresentadas as instituições e seus projetos. Foi mostrado como as mesmas estão cumprindo sua missão, seguindo o que orientam os documentos oficiais da Igreja.

Logo a seguir foi apresentado um relatório sobre a gestão das instituições nos últimos 10 anos, fixando os dados especificamente no econômico-financeiro. Nesta apresentação apareceu:

• Um quadro sobre a educação no Brasil hoje, onde no ensino fundamental 70% dos alunos e das alunas estão nas escolas públicas e no ensino superior 70% dos alunos e alunas estão nas instituições particulares.
• A mudança radical que aconteceram no Brasil na área da educação nos últimos 10 anos, quando entraram para o mercado grandes grupos econômicos, com instituições de mercado que são concorrentes fortes em todas as cidades em que temos instituições.
• O crescente nível de ociosidade nas Instituições de Ensino Superior, inclusive em nossas instituições.
• A situação específica de cada instituição metodista, com dados sobre:
• A fragilidade da gestão das mesmas nos últimos 10 anos, o que as levou a acumularem uma grande dívida.

• A busca de uma gestão moderna, o que levou os dois últimos Concílios Gerais a estabelecerem mudanças profundas na gestão das mesmas.

• A decisão da Cogeam, a partir de solicitação do Colégio Episcopal, de fazer um corte na gestão da Rede, para atacar de frente o problema das dívidas acumuladas nos, pelo menos, últimos 20 anos.

• O estabelecimento da Rede Metodista de Educação a partir de janeiro de 2009.
• Escolha de um Diretor Geral para todas as instituições educacionais;
• Criação do Centro de Serviços Compartilhados - CSC, com o objetivo de unificar a gestão de toda área administrativa da Rede;
• Processo de reconhecimento de todas as dividas que as instituições possuíam, através de instrumentos até então não existentes na Rede;
• Centralização de todos processos jurídicos na Rede;
• Apresentação do fluxo de caixa das instituições, mostrando as grandes dificuldades que elas estão enfrentado;
• Apresentação dos Orçamentos previstos e realizados nos últimos anos, com ênfase no que está acontecendo no atual momento.
• Apresentação de um orçamento positivo para 2011, pela primeira vez nos últimos 10 anos.
• Diante dos dados apresentados pelo Consad e Direção Geral, os participantes puderam esclarecer todas as dúvidas, recebendo informações que lhes deram segurança sobre como estão as instituições, e a gravidade da situação que precisa ser enfrentada.

O tema do domingo foi o de definir  propostas de encaminhamento para a Rede Metodista de Educação, a serem encaminhadas ao 19º Concílio Geral. No caderno de propostas já encaminhado às delegações já há uma proposta encaminhada por Colégio Episcopal e Cogeam.  Na reunião alguns delegados disseram: “agora entendi a proposta do caderno, pois conhecendo os dados das instituições ela ficou mais clara”. Outros disseram: “Nunca tivemos dados tão precisos sobre as nossas instituições. Isto nos dá segurança”.  Depois desta reunião será encaminhada uma proposta substitutiva para a mesma, gerada e apoiada pelos participantes.

Foi neste ambiente de preocupação e esperança que se gerou a proposta substitutiva. Ela visa corrigir tudo o que aconteceu e que é negação de nossa missão confessional, e estabelecer uma gestão que no próximo qüinqüênio consiga alavancar um novo momento para a Rede Metodista de Educação. O sentimento dos participantes foi de que estamos no caminho certo, mas é preciso avançar para se alcançar o nível de estabilidade e segurança que ainda não foi atingido.

Relatório: Bispo Stanley da Silva Moraes - Secretário Executivo Colégio Episcopal Igreja Metodista

Fonte: http://www.metodista.org.br

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre:

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: