Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Fateo / Notícias / Aluna da FATEO participa da inauguração da biblioteca digital

Aluna da FATEO participa da inauguração da biblioteca digital

10/10/2007 18h02 - última modificação 15/10/2007 11h27

Por Lídia Maria de Lima

Um espaço inclusivo,  preparado especialmente para deficientes visuais, foi inaugurado no dia 3 de outubro na Universidade Metodistad de São Paulo. É a Biblioteca Digital,  projeto coordenado pela assessora pedagógica para Inclusão na Universidade Metodista profa. Elizabete Renders. A inauguração contou com a participação do Reitor, do Vice-Reitor e de Pro-Reitores da Universidade, pre além de coordenadores de curso, estudantes dos cursos de Fisioterapia, Educação Física, Teologia e de pessoas atendidas pelo Projeto Vida (projeto de inclusão/extensão universitária).

A estudante do 4º período da FATEO Kary Janaína (na foto à dir.), que tem participado ativamente do processo de digitalização dos materiais da biblioteca, atuou no evento coordenando uma dinâmica de condução de deficientes pelo espaço da biblioteca, junto com prof. Luis Marcelo (Curso de Educação Eísica/orientação e mobilidade). Kary apresentou ao público os recursos disponíveis na biblioteca para os deficientes visuais.

O evento contou com a participação de Dorina Nowill, criadora da fundação que leva o seu nome e uma das maiores representantes no movimento de inclusão de deficientes visuais no país. Dorina Nowill (na foto à esq.) contou suas experiências como professora  com deficiência visual e salientou o quanto a fé é importante em sua vida. Ela apresentou quatro palavras fundamentais em sua caminhada: perseverança, caridade, resignação e paciência. "São estas  palavras que geram esperança e que nos faz ter coragem para aceitar tudo aquilo que não se pode mudar e procurar  melhorar tudo aquilo que você puder fazer."

No encontro, além de elogios mútuos, Dorina Nowill parabenizou a aluna Kary e elogiou-a na escolha do curso de Teologia e incentivou-a no trabalho de auxílio da digitalização dos materiais da biblioteca.

Além de trilhas sinalizadas e placas em braile, a biblioteca conta com livros digitalizados e programas computadorizados para portadores de deficiência visual. Segundo o coordenador da Pastoral Universitária Rev. Luiz Eduardo Prates este evento pode ser interpretado como um "momento marcante, de acesso ao mundo das palavras e a outros infinitos mundos."

Foto: (Lidia Maria de Lima)

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre:

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: