Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Fateo / Notícias / Agnes Abuom: primeira mulher eleita para presidência do CMI

Agnes Abuom: primeira mulher eleita para presidência do CMI

11/11/2013 13h50 - última modificação 11/11/2013 13h50

Uma grande notícia no encerramento da 10ª Assembleia do Conselho Mundial de Igrejas: pela primeira vez na história de 65 anos desse organismo ecumênico mundial tão relevante, foi eleita moderadora (presidenta) do Comitê Central - órgão máximo do CMI - Agnes Abuom, uma mulher negra leiga africana da Igreja Anglicana no Quênia. Agnes substitui o brasileiro luterano Walter Altmann pelo próximo período entre Assembleias. Ela atua no Quênia como consultora de projetos de desenvolvimento social e é ativista nos campos da economia justa, paz e reconciliação.

 

Como vice-moderadores (vice-presidentes) foi eleita a bispa metodista dos EUA Mary Ann Swenson (à esquerda) que tem atuado como presidente da Comissão Geral da Igreja Metodista Unida para Unidade Cristã e questões interreligiosas e continua por mais um período o ortodoxo, professor de Teologia em Istambul Gennadios de Sassima.

 

Por: Magali Cunha, de Busan, Coreia, como integrante da delegação brasileira na Assembleia do Conselho Mundial de Igrejas

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre:

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: