Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Farol Empreendedor / Reportagens / OS PRIMEIROS PASSOS DE TER MEU PRÓPRIO NEGOCIO

OS PRIMEIROS PASSOS DE TER MEU PRÓPRIO NEGOCIO

Nascemos, nos tornamos criança, passamos pela fase dos “aborrecentes” e finalmente chegamos a fase adulta, onde o grande dilema surge com todos, inclusive comigo: “Preciso arrumar um jeito de ter minha independência financeira”, "QUERO TER MEU PRÓPRIO NEGOCIO".

Boa Noite.

Sou Amanda Karine, integrante do grupo Farol Empreendedor da Universidade Metodista de São Paulo.

Nesse espaço “Bate-Papo Empreendedor”, dividirei com vocês conhecimentos, experiências e curiosidades sobre um dos assuntos que mais interessa a população nos dias de hoje...EMPREENDEDORISMO.

Hoje, irei falar com vocês sobre: OS PRIMEIROS PASSOS DE TER MEU PRÓPRIO NEGOCIO.

Nascemos, nos tornamos criança, passamos pela fase dos “aborrecentes” e finalmente chegamos a fase adulta, onde o grande dilema surge com todos, inclusive comigo: “Preciso arrumar um jeito de ter minha independência financeira”.

 Para muitos, a primeira iniciativa é ser aprendiz, emprego por indicação, entrega de currículos... Enfim, vão com a cara e a coragem para um mundo desconhecido e trabalhar como empregado.

Outros tem o desejo de abrir seu próprio negocio, mas por medo, “chutam o balde” e deixam para trás um grande sonho.

Mas existe uma outra turma, que cresce a cada ano, também como desejo de ter seu próprio negocio e que vão a luta, encaram as dificuldades e então se deparam com o grande dilema...Vai dar certo?

 Aparentemente, ter seu próprio negocio é lindo, mas muitos investem tudo o que tem, para um mundo onde não esta preparado e se depara com um iceberg. É grande o numero de empresas que fecham, de cada 100 empresas abertas no Brasil, 48 encerraram suas atividades em três anos, segundo o IBGE.

Então, através de estudos, eu vim dar 8 dicas para você ficar fora dessa contagem negativa de empresas fracassadas, mas sim dar o primeiro passo de forma CERTA e estar nas contagens de empresas de SUCESSO.


1.Reconheça que nem todas as pessoas têm perfil para se tornarem empresários.

Saber diferenciar desejo de vontade de VENCER, saber dizer não a muitas coisas no seu dia-a-dia. Então, a ter um comportamento empreendedor deve ser o primeiro fator que deve analisar quando pensa em abrir a sua empresa.

2.É preciso desenvolver uma ideia

Quando pensamos em abrir uma empresa, a principio, já deve ter uma ideia de negocio. Mas isso nem sempre acontece. Muitas vezes, existe apenas a vontade mas a certeza concreta do que se quer não tem.

Na ausência da ideia, dificilmente a motivação acaba por surgir. E a motivação é extremamente importante. Analise bem a sua situação, pois mudar por mudar pode muitas vezes ser prejudicial. 

Se não tem idéias, tente olhar em volta e pensar em algo que se possa ajudar e que você posa espelhar à sua área.

Por fim, existem situações em que você pensa em começar o negócio e já tem uma ideia na cabeça. E esse é a melhor situação de todas. Fica com uma visão mais clara daquilo que pretende, facilitando o desenvolvimento do projeto.

3. EXISTE OU NÃO NO MERCADO SUA IDEIA ?

É importante analisar se existe ou não no mercado. No caso de existir, aconselho a acrescentar valor e dar um diferencial.

Se o produto ou serviço que quer criar já existe no mercado, é necessário entender  porquê ainda não existe. Será útil? Resolve algum problema? Normalmente, as idéias de maior sucesso são aquelas que resolvem um problema pessoal do empresário. 

4. É RENTÁVEL?

Não vem com a história que o ganhar dinheiro não é importante, pois como diz a frase: “Uma empresa que não seja rentável, não é uma empresa. É um hobbie”. Mostra bem o pensamento que deve ter quando cria um negócio. Por mais útil que ele possa ser à sociedade, é necessário tentar perceber até que ponto você pode ganhar dinheiro com isso. Por que estamos lidando com um sonho empresarial, onde além de desejarmos que nossos negócios aconteçam, queremos alcançar lucros.

5. COMO CONSEGUIR FINANCIAMENTO?

ixiiiiii, ai complica tudo... Quando você já tem a ideia, já tem o perfil empreendedor, mas não tem aquele financiamento inicial, o famoso CAPITAL.

Eu pesquisei 4 soluções que podemos ver como EXIT.

. Financiamento bancário: Não é muito positivo começar uma empresa sabendo que todos os meses tem que pagar ao banco. Se tiver que pedir dinheiro emprestado, tente fazê-lo com alguma antecipação, de modo a poder negociar mais facilmente com a instituição

.Capital de risco: Esta opção tem como objetivo fugir à opção bancária. O capital de risco tem como meta principal a participação temporária ou minoritária no capital da empresa, de modo a apoiar o investimento inicial.

.Businesse Angels: São grupos constituídos, maioritariamente, por antigos empresários, que querem investir algum dinheiro na empresa porque acreditam no projeto. Mais tarde, acabam por se retirar da empresa conseguindo ganhando dinheiro com a sua valorização

.Ajuda do Estado: Tanto em Portugal como no Brasil, existem iniciativas do Estado para ajudar financeiramente as pequenas empresas. O único ponto negativo é que o projeto irá, sempre, concorrer com um grande número de candidatos, dificultando a sua aceitação 

6. PRIMEIROS PASSOS: Começando a engatinhar 

Alguns pontos importantes que vale a pena mencionar para vocês:

.Quantos vai precisar ou se alguns podem ser contratados em regime de freelancing.

.Em que instalações vai trabalhar

.Se será capaz de realizar todas as tarefas (tesouraria, marketing, etc) ou se precisará da ajuda de terceiros

.Pode começar em casa ou necessita mesmo de um escritório

.Daqui a quanto tempo quer lançar um produto novo

.Quais são os parceiros que o podem ajudar a alavancar o negócio

.Dentro de quantos meses ou anos pretende ter todas as despesas pagas e começar a gerar maior lucro

.O que mudou desde o início do projeto até esta fase

7. DEFINA O SEU PREÇO

Definir o preço de um modo correto para o seu produto ou serviço é uma das formas de você diminuir as suas chances de fracassar. É claro que nos podemos basear na concorrência, mas isso dificilmente nos trará uma imagem clara daquilo que o nosso trabalho deve valer. O que aconselho a fazer é que utilize o Mark Up. Esta técnica não é mais do que saber o seu faturamento médio mensal, juntar todas as suas despesas possíveis e calcular consoante o seu preço de hora. 

Vou deixar o site aqui em baixo caso alguém se interesse em fazer:

 http://revistapegn.globo.com/Revista/Common/0,,EMI103096-17161,00-COMO+CALCULAR+O+PRECO+DE+CADA+PRODUTO.html

8. O QUE PRETENDE PARA O SEU PRÓPRIO NEGÓCIO NO FUTURO?

Por mais que seu negocio esteja no começo, é necessário pensar sempre no futuro. Que valor agregará a sociedade daqui para frente? Se a sua meta é ser o melhor da área, será que o serviço simples vai ser suficiente?

Todos estes passos são criados e mostrados  para você criar o seu próprio negócio. Como viu, existe um grande número de cuidados que você deve ter. Não é necessário seguirem todos esta ordem e existem mais caminhos, mas garante que todos os pontos analisados devem fazer parte da sua preparação.

 

 

No FAROL EMPREENDEDOR, lidamos coM SONHOS e entendemos que nada é impossível com uma boa preparação e dedicação.

ACREDITE no seu sonho e vá em frente, em caso de querer uma consultoria, mande sua IDEIA, iremos analisar e você poderá ser escolhido para receber uma mentoria TOTALMENTE GRÁTIS.

Abraços e até a próxima.

 

Amanda Karine dos Santos, 04 de Junho de 2015.

 

Comunicar erros