Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Farol Empreendedor / Reportagens / COMPETÊNCIAS EMPREENDEDORAS

COMPETÊNCIAS EMPREENDEDORAS

Prof. Antero Paulo dos Santos Matias - coordenador do Projeto FAROL EMPREENDEDOR

Esta semana terminei um curso pela plataforma Coursera (COURSERA) que trata do tema Empreendedorismo. O prof. Paulo Lemos da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) trata com muita clareza e sob um novo olhar o empreendedor: entende o empreendedor sob o ponto de vista de suas competências. 

Sei que muitos não têm muito tempo para realizar alguns cursos, então tomei a liberdade de utilizar este espaço que tenho para apresentar alguns aspectos importantes que reconheci. Pode até ser que venha a utilizar mais do que apenas uma postagem, mas tenho certeza que este tempo de leitura será deverás proveitoso. 

Para começar é importante conceituar COMPETÊNCIA: "a competência da pessoa pode ser compreendida como sua capacidade de entrega. Podemos dizer que uma pessoa é competente quando, com suas capacidades, consegue entregar e agregar valor para o negócio/empresa, para ela própria e para o meio onde vive." (DUTRA, 2002, p. 102). Tendo por base esta definição é possível compreender que um empreendedor tornar-se-à mais competente a medida que suas capacidades sejam capazes e agregar valor. 

O prof. Paulo Lemos define as competências empreendedoras da seguinte forma:"as competências empreendedoras requerem um conjunto específico de comportamentos empreendedores, ou seja, condutas ou ações que os empreendedores realizam...são conhecimentos, habilidades e atitudes que permitem ao empreendedor, por meio destes comportamentos alcançar suas competências empreendedoras." (LEMOS, 2015).

Então, vamos entender cada um desses componentes:

a) o CONHECIMENTO: trata-se do estoque de saberes que cada empreendedor tem, adquirido por meio de suas práticas, fatos, ideias e princípios, bem como técnicas, métodos e procedimentos por ele utilizados em suas funções e atividades empreendedoras. Veremos mais adiante que a bagagem empreendedora será importante na criação de uma empresa. Degen (2009, p.21) já comenta que o Capital Social, ou seja, toda a herança adquirida pelas pessoas em sua formação familiar, religiosa e escolar. 

b) as HABILIDADES: estão diretamente relacionadas com as capacitações que o empreendedor possui, estando ou não adequadas às suas atividades de empreendedor. Daí o grande problema do empreendedor ao deparar-se com o negócio em funcionamento. A ideia e a concepção do negócio são menos complexas do que o processo de funcionamento da empresa. Este tem sido um dos principais fatores para a elevada taxa de mortalidade das empresas. Se o primeiro componente está diretamente ligado à Prática este tem relação íntima com a teoria adquirida nos bancos acadêmicos.

c) as ATITUDES: ou seja, as formas estabelecidas de se pensar ou agir sobre uma determinada atitude. Este componente une os dois componentes anteriores, permitindo ao empreendedor tomar suas decisões com mais parcimônia.

Se você pretende empreender, faça uma breve reflexão sobre os componentes de seu comportamento empreendedor. No próximo post vou conversar sobre as principais competências empreendedoras.


Referências:

DEGEN, Ronald Jean. O Empreendedor: empreender como opção de carreira. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2009.

DUTRA, Joel Souza. Gestão de Pessoas: modelo, processos, tendências e perspectivas. São Paulo: Atlas, 2002.

LEMOS, Paulo. O empreendedorismo baseado nas competências do empreendedor. www.coursera.org.br. 2015.

Comunicar erros