Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Extensão / Notícias / Projeto Canudos inicia intervenções na Bahia e processo de internacionalização na África

Projeto Canudos inicia intervenções na Bahia e processo de internacionalização na África

Voluntários já chegaram ao sertão baiano e Victor Hugo Bigoli viaja hoje para continente africano

28/06/2017 11h01

Foto: Projeto Canudos/Instagram

57 voluntários viajaram para Canudos, na Bahia, para realizar atendimentos entre os dias 27 de junho e 9 de julho. A Universidade Metodista de São Paulo é organizadora da iniciativa que envolve seis universidades que levam seus conhecimentos a comunidades carentes do sertão da Bahia.

Com a participação de médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos, nutricionistas, terapeutas ocupacionais, dentistas, farmacêuticas, gastrônomos, médica veterinária, engenheira ambiental, administradora, educador físico, radialistas e jornalistas, o Projeto Canudos atuará durante 15 dias nos povoados de Rasinho, Canudos Velho e Rio do Vigário.

Desde 2011 são realizadas ações de promoção e prevenção a saúde e palestras nas áreas da saúde, educação, direitos humanos e justiça, comunicação, cultura, geração de renda, tecnologia e meio ambiente.

O idealizador e diretor do Projeto, Victor Hugo Bigoli, esteve na região para iniciar o trabalho, e agora segue para o continente africano a convite de ONGs parceiras. O objetivo é levar o modelo de atuação ao berço da humanidade. “Os convites das instituições são os frutos que estamos colhendo de todo trabalho realizado e mostram que estamos no caminho certo”.

O professor Disraeli Rocha da Faculdade Santo Agostinho (Piauí) acompanhará as visitas do Projeto aos países Moçambique, África do Sul, Suazilândia, Zâmbia, Zimbabwe, Malawi e Tanzânia. A Faculdade Santo Agostinho participa desde 2016 e este ano encaminhará seis alunos.

Você pode acompanhar as ações do Projeto por meio do Facebook e Instagram. Não deixe de fazer sua doação para que os voluntários continuem realizando ações em regiões carentes. 

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , , , , , , , , , ,
SOBRE A COORDENAÇÃO