Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Escola de Gestão e Direito / Notícias / Feira dá espaço para alunos e ex-alunos divulgarem suas empresas

Feira dá espaço para alunos e ex-alunos divulgarem suas empresas

Evento da Escola de Gestão e Direito reuniu empreendimentos de diversos segmentos

24/11/2016 15h40 - última modificação 25/11/2016 10h40

Evento estimula empreendedorismo entre os estudantes

Como forma de valorizar e estimular o empreendedorismo no ambiente acadêmico, a Universidade Metodista de São Paulo realizou na quarta-feira (23) a 1ª Feira do Aluno Empreendedor. Com apoio dos cursos de Administração e Comércio Exterior, o evento foi aberto ao público geral e reuniu as empresas de alunos e ex-alunos de vários cursos da Instituição. 

José Antonio Massaroppe, docente da Escola de Gestão e Direito, conta que a Feira surgiu da ideia de uma ex-aluna que abriu seu próprio negócio e sugeriu a realização do evento. “Estamos fazendo um teste, dando espaço para que os nossos alunos mostrem seu trabalho”, diz. Entre as empresas participantes estão lojas de artesanato, produtos para festas e venda de doces. Clique aqui e confira todas as empresas que participaram.

A egressa que propôs a realização da Feira é Mariana Aguiar Nobre que se formou em Comércio Exterior no meio deste ano. Ela abriu a Nobre Papelaria Personalizada junto com sua irmã que é designer, no intuito de integrar os conhecimentos das duas. A ideia de fazer um evento surgiu por causa da Feira de Negócios Comércio Exterior, da qual participou quando apresentou seu TCC.

“Além do meu interesse próprio, por eu ter uma empresa, vi a necessidade de divulgação dentro da Universidade de alunos que têm suas próprias empresas. É uma oportunidade para a própria Metodista de mostrar aos alunos que existem diversas oportunidades para eles empreenderem e para as empresas fazerem divulgação interna”, explica.

Andreia Varella é formada em Processos Gerenciais pela Metodista, sua empresa a Ammo Joias atua desde 1993, mas ela conta que a graduação a ajudou a encurtar alguns processos e profissionalizar mais seu negócio. “Na parte administrativa eu consegui me reorganizar e me ajudou muito depois que eu comecei a faculdade porque antes era tudo muito informal. Depois que coloquei em prática o que aprendi no Sebrae e na faculdade, a gestão ficou muito mais fácil”.

Atualmente, a Ammo possui uma loja física, 800 consultoras e 20 franqueadas. “Acho essa Feira importante tanto para nós, para voltarmos às raízes de onde tudo começou, e também mostrar o depois para quem está se formando. Porque quando a gente está na faculdade, alguns já tem um caminho e outros ainda não sabem o que fazer, então meu case pode ajudar os outros também”, declara Andreia.

Empreender é uma possibilidade de realizar sonhos, como mostra Isaac Lemos, aluno do 4° semestre de Teologia. “Eu estou querendo ir para fora do país para estudar inglês e preciso levantar esse dinheiro. Então tive a ideia de abrir a empresa porque gosto muito de camiseta e resolvi usar a arte para conseguir os recursos”, relata.

A Ede foi aberta há quatro meses com mais três amigos e as peças trazem mensagens cristãs. “Não é uma marca religiosa, mas traz mensagens que Cristo pregou. Queremos contar histórias com as camisetas, são mensagens que interagem, causam curiosidade”, diz.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , , ,
PÓS-GRADUAÇÃO
PUBLICAÇÕES