Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Escola de Engenharias, Tecnologia e Informação / Grupos de estudos

Grupos de Estudos

Sumô de Robôs


Docente Responsável
Mario Francisco Guerra Boaratti, EETI 

Resumo

Sumô de Robôs (edit)

A competição “Sumô de Robôs” é uma atividade extracurricular na área de Automação e Controle que busca promover integração dos alunos e execução prática dos conceitos teóricos adquiridos nas disciplinas curriculares dos cursos de Engenharia e Tecnologia. A atividade consiste na elaboração de projeto e na construção de um robô, de acordo com especificações estabelecidas nas regras do torneio. A competição fundamenta-se em empurrar o robô oponente para o exterior de uma arena circular. Os robôs poderão atuar em duas modalidades: com eletrônica embarcada e controle por rádio frequência (rádio controle) ou com eletrônica embarcada e controle por cabo.

DIA E HORÁRIO DOS ENCONTROS
Quarta-feira, das 17h50 às 19h20

LOCAL DOS ENCONTROS
Laboratório L-250, campus Rudge Ramos


Maratona de Programação


Docente Responsável
Andrey Araujo Masiero

Resumo

Maratona de Programação

A Maratona de Programação é um evento da Sociedade Brasileira de Computação criada em 1996. Desde 2006 é realizada em parceria com a Fundação Carlos Chagas. A Maratona nasceu das competições regionais classificatórias para as finais mundiais do concurso de programação da ACM, o ACM International Collegiate Programming Contest, e é parte da regional sulamericana do concurso.

Destina-se a alunos de cursos de graduação e início de pós-graduação na área de Computação e afins (Ciência da Computação, Engenharia de Computação, Sistemas de Informação, Matemática etc). A competição estimula nos alunos a criatividade, a capacidade de trabalho em equipe, busca de novas soluções de software e habilidade para resolver problemas sob pressão. Ano após ano, instituições e principalmente grandes empresas da área têm valorizado alunos que participam da Maratona.

Várias universidades do Brasil desenvolvem concursos locais para escolher os melhores times participantes. Estes times competem na Maratona (regional sulamericana), de onde os melhores são selecionados para participar das Finais Mundiais do evento.

Os times são compostos por três alunos, que tentarão resolver durante 5 horas o maior número possível dos 8 ou mais problemas que são entregues no início da competição. Estes alunos têm à disposição apenas um computador e material impresso (livros, listagens, manuais) para vencer a batalha contra o relógio e os problemas propostos.

Os competidores do time devem descobrir os problemas mais fáceis, projetar testes e construir soluções que sejam aprovadas pelos juízes da competição. Alguns problemas requerem apenas compreensão, outros conhecimentos de técnicas mais sofisticadas e alguns podem ser realmente muito difíceis de resolver.


O julgamento é estrito. No início da disputa, os competidores recebem os problemas que devem ser resolvidos. Nos enunciados constam exemplos dos dados dos problemas, mas eles não têm acesso às instâncias testadas pelos juízes. A cada submissão incorreta de um problema (ou seja, que deu resposta incorreta a uma das instâncias dos juízes) é atribuída uma penalidade de tempo. O time que conseguir resolver o maior número de problemas (no menor tempo acumulado com as penalidades, caso haja empate) é declarado vencedor.

DIA E HORÁRIO DOS ENCONTROS
Quinta-feira, das 17h30 às 19h

LOCAL DOS ENCONTROS
Laboratório D-230, campus Rudge Ramos


Exoesqueleto para membros inferiores


Docentes Responsáveis
Mario Francisco Guerra Boaratti, EETI
Vinicius Vono Peruzzi, EETI
Leonardo Anjoletto Ferreira, EETI

Resumo

Exoesqueleto

O Grupo de Estudos de Exoesqueleto para Membros Inferiores tem por proposta realizar pesquisas e desenvolvimento de hardware e software para aprimorar o protótipo existente na Escola de Engenharias, Tecnologia e Informação da Metodista.

Por se tratar de um protótipo inicial, e tendo em vista a complexidade do projeto, foi traçado como primeiro objetivo realizar a simulação dos movimentos de alguns passos do exoesqueleto ainda sobre o apoio e, no futuro, sem ele.

Deseja-se que o protótipo consiga manter-se em pé e andar por conta própria ainda sem estar vestido por uma pessoa. Nesta fase, pretende-se utilizar um manequim no dispositivo.

Para isso, serão estudadas as áreas de movimento humano, biomecânica, robótica, sensores e atuadores mecânicos, eletrônica embarcada, algoritmos de controle e programação.

DIA E HORÁRIO DOS ENCONTROS
Leonardo Anjoletto Ferreira, quarta-feira, das 17h30 às 19h00 - L-229
Mario F. Guerra Boaratti, quinta-feira, das 17h50 às 19h20 - L-250
Vinicius Vono Peruzzi, sexta-feira das 17h40 às 19h20 - L-250

 

Big Data e Data Science

 

Docentes Responsáveis
Leonardo Muniz
Rafael Sakurai

Resumo

O objetivo é estudar as tecnologias emergentes para análise massiva de dados, sejam estruturados ou não estruturados. Formas de extração de dados, armazenamento (Cloud Databases, NoSQL Databases) e formas de apresentação destes dados.

Entender e implementar formas de armazenamento distribuídos (Hadoop e HDFS) e algoritmos de análises de dados (MapReduce e Spark). Também serão feitas análises preditivas de dados - utilizando algorimos estatísticos em Python, R ou Scala.

DIA E HORÁRIO DOS ENCONTROS
Terça-feira, das 17h às 18h30

LOCAL DOS ENCONTROS
Agência da EETI E-309, campus Rudge Ramos


Atualização do Laboratório de Eletrotécnica

 

Docente Responsável
Cláudio Cesar José dos Santos 

Resumo

Realizar a manutenção em equipamentos do laboratório, preparo de materiais de aula, criação de novos kits e atualização dos kist existentes. Pretende-se também criar novos experimentos. 

DIA E HORÁRIO DOS ENCONTROS
Terça-feira, das 17h40 às 19h20

LOCAL DOS ENCONTROS
Laboratório L-229, campus Rudge Ramos

 

Solventes orgânicos e resíduos de laboratório

 

Docente Responsável
Ana Paula Danelutte

Resumo

Este grupo de estudo tem como proposta investigar solventes orgânicos utilizados nas rotinas de laboratórios químicos e indústrias, assim como os resíduos gerados por esses ambientes.

Com base nos conhecimentos obtidos, estudará meios de minimizar o impacto ambiental gerado por solventes/substâncias químicas e formas corretas de tratamento e descarte.

DIA E HORÁRIO DOS ENCONTROS
Quinta-feira, das 17h50 às 19h30 
Datas dos encontros: 31/08, 21/09, 05 e 26/10, 16 e 30/11/17.

LOCAL DOS ENCONTROS
Laboratório O-322, campus Rudge Ramos

 

Tecnologias Mainframe IBM

 

Docentes Responsáveis
Durval de Oliveira Dorta Junior, EETI
Lázaro Aparecido da Silva Pinto, EETI

Resumo

Este grupo de estudos busca transmitir aos alunos o que existe de mais atual nas tecnologias Mainframe IBM, considerando tratar-se de um mercado com grande demanda de trabalho por profissionais qualificados e pouca oferta pelas instituições de ensino. O foco do grupo será voltado para ensino e aprendizagem das tecnologias Mainframe, como Arquitetura Básica Mainframe, Sistema Operacional Z/OS, Comandos JCL, Banco de Dados, Linguagem de Programação, Mobile e outros correlatos.

DIA E HORÁRIO DOS ENCONTROS
Durval de Oliveira Dorta Júnior: sexta-feira, das 18h30 às 19h20
Lázaro Aparecido da Silva Pinto: quinta- feira, das 18h10 às 19h10

LOCAL DOS ENCONTROS
Agência da EETI - E-309 e Laboratório L-422, campus Rudge Ramos

 

Modelagem e Simulação Computacional

 

Docente Responsável
Régis Reis

Resumo

O grupo tem por proposta realizar pesquisas e desenvolver projetos em áreas multidisciplinares do conhecimento, aplicando modelos matemáticos, estatísticos e técnicas de computação para solucionar problemas complexos nas mais diversas áreas das ciências exatas, biológicas e humanas.

Como objetivo específico, busca desenvolver um processo de percepção dos fenômenos envolvidos em determinado problema e representá-lo em modelos matemáticos e sistemas computacionais. Também proporciona um arcabouço teórico para o desenvolvimento de uma visão ampla de fenômenos interdisciplinares.


DIA E HORÁRIO DOS ENCONTROS
Quinta-feira, das 17h30 às 19h

LOCAL DOS ENCONTROS
Edifício Épsilon, sala 518, campus Rudge Ramos

 

Estudo da Robótica Móvel

 

Docente Responsável
Régis Reis

Resumo

Este grupo desenvolve projetos e pesquisas para construção de robôs móveis envolvendo principalmente sistemas de controle, dispositivos eletroeletrônicos, sistemas dinâmicos, visão computacional, sistemas computacionais reconfiguráveis e inteligência artificial. Atualmente estão em andamento pesquisas sobre desenvolvimento de veículos robóticos autônomos e, em estado embrionário, desenvolvimento de veículos aéreos não tripulados e autônomos (drones).

Principias Projetos:

Robô Octans: robô móvel de pequeno porte de finalidade didática, programável, dispondo de sensores ópticos (4), seguidor de linha (1) e ultrassom (1). Projeto finalizado.

Robô Crater: robô móvel de pequeno porte de finalidade didática, programável, dispondo de sensores ópticos (4), seguidor de linha (1), encoder (2) e ultrassom (2). Projeto finalizado.

Robô Predator: robô móvel de pequeno porte desenvolvido para participação em competições de sumô de robôs autônomos. Projeto em desenvolvimento.

Robô Linx: robô móvel de pequeno porte de finalidade didática direcionado a estudos de visão computacional. Projeto em desenvolvimento.

Robô Troller: robô móvel de pequeno/médio porte de finalidade didática direcionado a estudos de localização baseada em GSM/GPS. Projeto em desenvolvimento.

Veículo aéreo não tripulado: robô aéreo de pequeno porte, de finalidade didática. Projeto em fase inicial de desenvolvimento.

DIA E HORÁRIO DOS ENCONTROS
Informações com o Prof. Régis Reis

 

Estudo das Metodologias IBM


Docente Responsável
Alessandra Lourenço Simões, EETI

Resumo
Este grupo de estudos busca transmitir aos alunos o que existe de mais atual nas tecnologias Mainframe IBM, considerando tratar-se de um mercado com grande demanda de trabalho por profissionais qualificados e pouca oferta pelas instituições de ensino. O foco será voltado para estudo das metodologias RUP, OpenUp, Ágeis, entre outras, que deverá apoiar fortemente projetos de sistemas para ambiente de grande porte.

DIA E HORÁRIO DOS ENCONTROS
Quarta-feira, das 18h20 às 19h20

LOCAL DOS ENCONTROS
Laboratório L-422, campus Rudge Ramos


Estudo do Sistema Operacional Linux e LinuxOne


Docente Responsável
Samuel Batista dos Santos, EETI

Resumo
Este grupo de estudos busca transmitir aos alunos o que existe de mais atual nas tecnologias Mainframe IBM, considerando tratar-se de um mercado com grande demanda de trabalho por profissionais qualificados e pouca oferta pelas instituições de ensino. O foco do grupo será voltado para o envolvimento do aluno no sistema operacional Linux, como instalação, configuração, comandos básicos, programação shell, gerenciamento do ambiente, entre outros, com especial atenção à utilização do ambiente LinuxOne na plataforma Mainframe;

DIA E HORÁRIO DOS ENCONTROS
Quarta-feira, das 18h20 às 19h20

LOCAL DOS ENCONTROS
Laboratório L-422, campus Rudge Ramos

Mais informações: (11) 4366-5551


Deixe Aberto


Docente Responsável
Viviane Pereira Alves

Resumo
A escassez dos recursos hídricos é uma preocupação mundial. Cada vez mais se intensificam as buscas por novas tecnologias que procuram amenizar os impactos antrópicos a estes recursos. Os conceitos e técnicas apresentados pelo saneamento alternativo e pela permacultura representam uma nova abordagem a essa problemática, apresentando soluções eficientes para a condução e tratamento dos efluentes.

Neste sentido, estamos iniciando um grupo que pretende se dedicar aos estudos do saneamento alternativo como mais uma ferramenta na solução dos problemas de saneamento ambiental das regiões do ABC. O projeto recebe o nome de DEIXE ABERTO e tem como objetivo principal a proteção dos recursos hídricos e das matas ciliares.
Saneamento alternativo, uma alternativa para o saneamento.

DIA E HORÁRIO DOS ENCONTROS
Terça-feira, das 17h30 às 18h30

LOCAL DOS ENCONTROS
Edifício Épsilon, sala 509, campus Rudge Ramos

REQUISITO:
Estar cursando no mínimo o 3º período de Engenharia Ambiental e Sanitária


Laboratório de Manufatura Digital - LMD


Docente Responsável
Régis Reis


Resumo
Atualmente, a indústria passa por uma mudança radical em seus processos produtivos. A chamada Manufatura Digital (ou Manufatura Avançada) envolve a utilização de uma ampla gama de tecnologias visando a obtenção de economia e aumento da produtividade, além da obtenção de uma maior qualidade nos produtos manufaturados.

Dentro desta realidade, surge o conceito de Indústria 4.0 que envolve a implantação de "Fábricas Inteligentes" com estruturas enxutas, automatizadas e modulares, com sistemas ciber-físicos que monitoram os processos físicos, os quais criam uma cópia virtual do mundo físico e tomam decisões descentralizadas. Com a internet das coisas, os sistemas ciber-físicos se comunicam e cooperam entre si e com os humanos em tempo real, e através da computação em nuvem, ambos os serviços internos e intra-organizacionais são oferecidos e utilizados pelos participantes da cadeia de valor.

Deste modo, a criação de um laboratório de manufatura digital é de fundamental importância para que alunos e docentes possam se especializar nesta área e realizar estudos e pesquisas em uma área que ainda se encontra em processo de maturação.

Por possuir uma característica interdisciplinar, a intensão primordial deste grupo de estudo é propiciar o envolvimento e a integração de profissionais das mais diversas áreas tecnológicas, em especial das diversas engenharias e de tecnologia da informação. Dentre as áreas tecnológicas que despertam especial interesse no campo da Manufatura Digital, encontram-se:

1. Ciclo de vida do Produto (PLM)
• Simulação.
• Realidade Virtual.
• Comissionamento Virtual.
• Projeto, Simulação e Prototipagem de Novos Produtos Integrados à Produção.

2. Processos de Automação Industrial
• Sistemas legados de controle, supervisão e gestão da produção. Tais como, sensores, atuadores, controladores, SCADA, SDCD, PIMS, CNC.
• Dispositivos Móveis.

3. Fundamentos de Planejamento e Controle da Produção
• Estudo dos diferentes tipos de processos industriais e as tecnologias mais atuais para o controle, supervisão e gestão desses processos.
• Processo Industrial Contínuo, Batelada e Discreto, APS (Advanced Planning System).
• LEAN Manufacturing.

4. Sistemas de Gestão Empresarial e Industrial
• Conceitos do MOM (Manufacturins Operation Management), PLM (Product Lifecycle Management) e ferramentas de gestão trabalhando de forma integrada.
• Estudo do ERP (Enterprise Resource Planning, MOM, AMS (Asset Management System) e LIMS.

5. Redes Industriais
• Estudo dos diversos tipos de protocolos utilizados pela indústria. Especialmente aqueles que facilitam a integração de sistemas.

6. Manufatura Digital
• Estudos envolvendo o processo de planejamento e controle da produção através da utilização de sistemas computacionais especializados.

7. Sistemas Integrados de Produção e Manufatura Aditiva
• Estudo das técnicas de integração entre sistemas para que haja uma boa fluidez de informação entre os equipamentos que controlam e supervisionam o processo industrial e os sistemas de gestão (OPC, IEC 61131, ISA 95, ISA 88, IEC 62264, Protocolos de comunicação, ISA 106 (Processos contínuos)).

8. Design e Manufatura Assistida por Computador
• Estudos envolvendo a elaboração de projetos, com ênfase à análise do projeto de produtos manufaturados envolvendo sistemas computacionais (CAD-CAE-CAM). A relação entre a seleção de materiais, processos de fabricação e custos. Fases do desenvolvimento do projeto. Projeto para fabricação e montagem. Técnicas de modelamento do produto.

9. Robótica
• Robótica autônoma.
• Robótica Colaborativa.
• Robótica industrial tradicional.

10. Questões Legais
• NR-12.
• Cybersecurity.

11. Internet das coisas, computação na nuvem e Big Data
• Técnicas de uso de IIoT (Industrial Internet of Things) em sensores e atuadores inteligentes para a captura de dados objetivando a predição de ações para a adequada manutenção dos equipamentos e a otimização de processos industriais.
• Estudo dos conceitos de computação em nuvem e big data para o tratamento dos dados levantados pela IIoT.
• Manutenção preditiva.
• Otimização de processos industriais.
• Estudo das técnicas para a otimização e flexibilização dos diversos tipos de processos industriais.
• Gestão autônoma da produção.

DIA E HORÁRIO DOS ENCONTROS
Quinta-feira, das 17h30 às 19h

LOCAL DOS ENCONTROS
Edifício Épsilon, sala 518, campus Rudge Ramos


Comunicar erros

PÓS-GRADUAÇÃO

Acesso Restrito

Portal do Aluno / Docente
Portal CAPES
AGENDA
AGENDA -