Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Engenharia da Computação / Notícias / TCC de Engenharia da Computação é apresentado em evento internacional sobre tecnologia da mobilidade

TCC de Engenharia da Computação é apresentado em evento internacional sobre tecnologia da mobilidade

10/10/2013 18h30 - última modificação 11/10/2013 20h07

Um sistema anticolisão capaz de assumir o controle de um veículo para evitar acidentes de carro com objetos parados. Este é o tema do trabalho de conclusão de curso de um grupo de quatro alunos de Engenharia da Computação e que será apresentado no 22º Congresso e Mostra Internacionais SAE Brasil de Tecnologia da Mobilidade em outubro, em São Paulo.

Alinhado à proposta de discussão para este ano – “A qualificação da Engenharia Brasileira na busca por soluções inovadoras” –, o trabalho está entre os 148 escolhidos dos mais de 1.500 inscritos. Além disso, ficaram em primeiro lugar na categoria Trabalhos Estudantis - Painel Educação.

Alessandro Cézar, um dos estudantes, conta que receberam a notícia da participação do evento com satisfação. “Não só pelo nosso grupo, mas por saber que vamos representar a nossa faculdade. Apesar de muitos crerem que a nossa faculdade não tem tradição em Engenharia, o mais importante é mostrar que os alunos são capazes. Isso nos motiva a mostrar para os futuros engenheiros, que estão começando o curso, que eles têm um caminho a percorrer e que dá para competir com as outras instituições.”

O aluno também comenta que, desde o início a Universidade forma os alunos para terem uma visão maior do mercado e que eventos desse porte fazem o inverso. “Ali o mercado é quem tem uma visão sobre você. A tendência é você ser visto como engenheiro e não como estudante.”

 


O projeto

Geovanni Mattioli explica que foram duas as razões que levaram o grupo a optar por este assunto. “Uma foi a questão da segurança do trânsito, porque este é um projeto que poderia ser utilizado como inspiração pela indústria automobilística. A outra estimular o uso de ferramentas artificiais no sistema de controle.” De acordo com Geovanni, atualmente há uma forte tendência do mercado para robôs autônomos – carros, robôs, aeronaves – que possam ser utilizados em missões não-tripuladas, podendo substituir as pessoas por sistemas de controles inteligentes.

Segundo o estudante, foram diversos os desafios que enfrentaram. “Tivemos muito trabalho com pesquisas extras e a própria ferramenta em si. Além de ver qual a que seria utilizada, aprender a usá-la, ir atrás de outras, saindo um pouco do que é ensinado na faculdade.”

Geovanni Mattioli afirma que “futuramente o grupo tem esperança de sair da simulação em software e colocá-la num protótipo real desenvolvido por eles mesmos. O robô foi feito num sistema já existente da empresa Festo [parceira da Metodista], em escala menor. Queremos fazer em uma maior, comparada a um automóvel”.

Assim que o trabalho for concluído, a ideia do grupo é criar um website no qual estarão todas as informações referentes ao desenvolvimento do projeto. O material ainda ficará disponível na biblioteca da Universidade e na base da Associação Brasileira de Engenharia Automotiva.

Comunicar erros


CARLOS EDUARDO SANTI - COORDENADOR

carlos-santi.jpg

Veja o Minicurriculo

 

engenharia-da-computa├з├гo.jpg

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: