Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Engenharia Ambiental e Sanitária / Noticias / Professor de Engenharia Ambiental e Sanitária fala ao DGABC sobre descarte irregular de lixo

Professor de Engenharia Ambiental e Sanitária fala ao DGABC sobre descarte irregular de lixo

Além de fiscalização deficiente, reportagem cita falta de educação ambiental

02/07/2018 20h55 - última modificação 04/07/2018 19h20

Foto pixabay.com

Descarte irregular de lixo ainda é comportamento bastante presente entre moradores do ABC paulista. Falta de fiscalização em tempo integral, ausência de educação ambiental e de incentivos para a população recolher adequadamente pelo menos o lixo reciclável são alguns dos problemas que levam a esse cenário, segundo reportagens do Diário do Grande ABC veiculadas nas edições de 1º  e 3 de julho.

Mas os prejuízos vão além, como proliferação de animais transmissores de doenças e vias públicas tomadas de entulhos: “Há a perda de investimentos públicos em áreas prioritárias como educação, cultura e lazer e sério comprometimento das atividades humanas”, cita professor Carlos Henrique Andrade de Oliveira, do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária  e de Gestão Ambiental EAD da Universidade Metodista de São Paulo, em entrevista ao jornal.

No Grande ABC, Santo André instituiu em novembro de 2017 o programa Moeda Verde, pelo qual, a cada cinco quilos de material seco entregue, o morador recebe um quilo de alimento hortifrúti.

Leia a íntegra das matérias.

Esta matéria foi publicada no Jornal da Metodista.
Conheça Outras.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , , , , , , , ,

MÁRCIA SARTORI  - COORDENADORA

Minicurrículo


 

engenharia-ambiental-e-sanit├бria.jpg

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: