Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Comércio Exterior / Notícias / 2ª Feira de Negócios de Comércio Exterior será realizada de 21 a 22 de novembro

2ª Feira de Negócios de Comércio Exterior será realizada de 21 a 22 de novembro

Evento acontece na praça central do Campus Rudge Ramos

16/11/2016 14h55 - última modificação 21/11/2016 12h55

Alunos formandos do curso de Comércio Exterior elaboraram planos de negócios de internacionalização de variados produtos de empresas brasileiras e irão expor, nos dias 21 e 22 de novembro de 2016, o resultado desses projetos na 2ª Feira de Negócios de Comércio Exterior. O evento será realizado na praça central do Campus Rudge Ramos, das 18h30 às 22h30.

No dia 21 o grupo Plastidler irá promover uma campanha de arrecadação de roupas no stand "Manequins Plastidler". Todas as peças, que devem ser doadas em boas condições, serão encaminhadas para a instituição CENIN - Centro Integrado de Assistência a Pessoas com Câncer, localizada em São Bernardo do Campo.

Confira os trabalhos produzidos pelos estudantes:

Grupo EPAMIG - Produto a ser exportado: Azeite de Oliva Extra Virgem Brasileiro
País de exportação: Argentina
O consumidor tem procurado cada vez mais por produtos de qualidade, com benefícios para a saúde e que sejam agradáveis ao paladar. Um desses produtos é o azeite extra virgem, com característica gourmet, que pode ser utilizado tanto como condimento, quanto como tempero para alimentos. Foi pesquisada e constatada a produção de azeites de qualidade no sul de Minas Gerais, sendo que esta região possui um bom desenvolvimento de produção e pesquisa na área agronômica, realizados pela Empresa de Pesquisa e Desenvolvimento de Minas Gerais – EPAMIG. A partir da qualidade constatada do azeite extra virgem produzido pela EPAMIG, de sua capacidade produtiva, forte atuação em Pesquisa e Desenvolvimento, e de capacidade de ampliação dos negócios, verificou-se uma grande possibilidade de internacionalização do produto. A princípio será demonstrada uma análise do mercado interno e externo de azeites, em que foi feito um estudo da empresa em questão, das forças macro e micro ambientais, das estratégias operacionais utilizadas e do plano operacional. A partir dessa análise, será feito um estudo da viabilidade financeira da internacionalização dos azeites EPAMIG, de forma que traga resultados financeiros positivos, ou seja, lucro para o investimento empregado. E por fim, será elaborado um pós plano e plano de contingência para estabilidade do negócio. O primeiro especifica quais caminhos a empresa deve seguir nos próximos anos para continuar crescendo, sendo que o segundo são ações tomadas para o caso de imprevistos acontecerem.

Grupo Brazilian Cheesecakes - Produto a ser exportado: Cheesecake de Açaí
País de exportação: Argentina (Buenos Aires)
O projeto tem como finalidade analisar a viabilidade de internacionalização de uma empresa, a Brazilian Cheesecakes. Esse processo de internacionalização pode ser de exportação ou importação, ambos considerados processos minuciosos e bem detalhados. A Brazilian Cheesecakes busca realizar a exportação de um produto que a empresa fabrica, e para isso, fez-se necessário identificar a capacidade existente de atender uma nova demanda em outro país, com uma cultura, leis e exigências diferentes. Para que o projeto fosse bem elaborado, foi realizado um plano de negócios contendo todas as informações relacionadas à empresa: as áreas, etapas do processo de internacionalização e aos dados financeiros para a análise de viabilidade, além dos objetivos que a empresa pretende alcançar. Com esse plano elaborado, a empresa encontra-se melhor instruída em realizar a internacionalização e preparada para encarar novos desafios. O projeto apresentará todas essas informações e os resultados obtidos que evidenciam a viabilidade de exportação da Brazilian Cheesecakes.

Grupo Duduxo Alimentos - Produto a ser exportado: Pão de Queijo
País de exportação: Estados Unidos (Miami)
Este projeto tem como finalidade analisar a viabilidade de internacionalização da empresa Duduxo Alimentos Ltda, consistindo na elaboração de um plano de negócios para exportação de pão de queijo para o mercado dos Estados Unidos. Para tanto, foi necessário identificar a capacidade existente de atender essa nova demanda em outro mercado, os aspectos culturais do mercado alvo; bem como as leis diferentes e exigências ligadas à comercialização do produto objeto do projeto.

Grupo Diet House - Produto a ser exportado: Grupo Bananada Diet
País de exportação: Estados Unidos (Flórida)
Este plano de negócios para internacionalização da Diet House Ltda., empresa de pequeno porte, propõe a inserção no mercado internacional por meio da exportação de seu produto “bananada diet”, vendido em compotas de 250g. Para tal, foram realizados estudos e levantamento de dados, pesquisas de mercado e apuração de fatores produtivos fundamentados em teorias de práticas de internacionalização; cálculos de viabilidade financeira e análises da empresa e de seus mercados, identificando todos os pontos positivos e negativos, pontuando as vertentes inerentes da operação de exportação, possibilitando o desenvolvimento da melhor estratégia, conciliando fatores produtivos e mercadológicos. O plano inicia-se apresentando os dados organizacionais da Diet House, seu escopo de produtos e a bananada como o primeiro produto a entrar no mercado externo. Também apresenta como foi feita a escolha do mercado alvo, a Flórida, e os potenciais clientes, levantando toda a estrutura de marketing para o produto se tornar atrativo e possibilitar uma diferenciação valendo-se de suas qualidades, possibilitando obter um grande valor agregado utilizando uma estratégia de vendas para um distribuidor intermediário no primeiro ano de operação e vendas diretas aos supermercados nos anos seguintes após ter aceitação e reconhecimento no mercado externo.

Grupo Repuxação Fernandes - Produto a ser exportado: Grupo Baldes de Alumínio
País de exportação: Alemanha
A empresa Repuxação Fernandes Ltda. com sua capacidade produtiva estagnada no mercado local encontrou meios de adquirir potenciais clientes ao redor do mundo. Os principais clientes e consumidores dos produtos fabricados pela mesma são empresas de jardinagem que buscam baldes de alumínio de baixo custo e alta qualidade. Perante tal fato, os alunos de administração em comércio exterior propuseram à empresa a viabilização do comércio exterior destes. Para tanto, desenvolveu-se este projeto a partir de pesquisas e contato com clientes internacionais, por meio de feiras e exposições considerando a capacidade produtiva da Fernandes e as condições mercadológicas de países estrangeiros na aquisição dos produtos do Brasil. Através de tais buscas, encontrou-se um potencial cliente na Alemanha que buscava produtos com as adequações exatas estabelecidas pela Fernandes e, sendo assim, firmou-se a primeira oportunidade em realizar uma negociação com clientes estrangeiros. Posteriormente, a expectativa é que a empresa continue atuando no cenário internacional adquirindo know-how, consumidores e abrangendo o mercado de atuação.

Grupo Plastidler - Produto a ser exportado: Manequins
País de exportação: Vários
O objetivo deste plano de negócios é elaborar um projeto de exportação para a empresa Plastidler Indústria, Comércio e Exportação de Plásticos Ltda. – EPP, na qual a atividade principal está relacionada à produção de manequins. Apesar de anteriormente a empresa ter comercializado com países da América Central, nos dias atuais a mesma atende somente o mercado nacional. Em meio à crise econômica enfrentada no Brasil, a Plastidler tem utilizado apenas 40% de sua capacidade produtiva e, como alternativa à expansão de suas vendas e diversificação de mercado, decidiu projetar parte de suas vendas para os Estados Unidos, país líder em importações de manequins e grande polo têxtil. Após a escolha do mercado alvo, foi elaborada uma investigação de diversos fatores que contribuem para o sucesso das exportações, tais como o ambiente econômico, social, político, potenciais compradores, possíveis restrições para a entrada do produto no país, a concorrência existente no mercado e os meios que serão utilizados para divulgação da marca. Contudo, o projeto não se limita ao estudo do ambiente externo, mas também está focado em analisar os aspectos internos da empresa, como por exemplo, a capacidade produtiva, a projeção financeira para o decorrer dos três primeiros anos das exportações, e a necessidade de investimento inicial e de capital de giro. Diante dos resultados obtidos após o estudo de todos os tópicos deste trabalho, constatou-se a viabilidade do projeto, pois por meio das exportações a Plastidler aumentará sua receita e diminuirá o grau de ociosidade, além de obter retorno do investimento em curto prazo.

Grupo Natique - Produto a ser exportado: Cachaça Artesanal
País de exportação: Países da Europa
O plano de negócio de internacionalização apresentado nesse trabalho tem como alvo a empresa Natique. Será mostrado a viabilidade e as etapas para se fazer a exportação das cachaças artesanais, fabricadas pela Santo Grau, para a Europa, sempre pensando nas melhores estratégias de marketing para conseguir exportar o produto com sucesso. Para alcançar o objetivo do projeto, foram feitas diversas análises financeiras, contextuais e gráficas de indicadores de mercado interno e externo, os quais nos auxiliaram no posicionamento perante a concorrência, clientes, mercado alvo, fazendo com que toda a estratégia utilizada tenha impactado diretamente no resultado viável deste plano de negócio de internacionalização.

Grupo LALETI - Produto a ser exportado: Embalagens Decorativas
País de exportação: Paraguai
O plano de negócio de internacionalização exposto nesse projeto tem como foco a LALETI EMBALAGENS, empresa que atua no ramo de embalagens decorativas, customizadas e diferenciadas a fim de atender as exigências de seus clientes. A companhia tem forte atuação na comercialização dos seus produtos, que em sua maioria são importados da China, país com preços competitivos, o que gera menor custo e possibilita a revenda com maiores margens de lucro. Neste Plano de Negócios, exploramos o mercado do Paraguai, onde a LALETI possui alguns negócios, porém deseja aprimorá-los. Outros dois países em que a empresa busca introduzir seus produtos são os Estados Unidos e o Peru, que demonstraram interesse pela marca. Os mercados mencionados acima apresentam uma grande demanda e crescimento contínuo nesse setor, e a exportação para outros mercados será uma estratégia de expansão de negócios para aumentar a distribuição e revenda da empresa.

Grupo Café do Moço - Produto a ser exportado: Café
País de exportação: Inglaterra
A empresa Café do Moço, uma micro torrefação, objeto de estudo nesse Plano de Negócios, destaca-se por produzir um café especial, desde a colheita do grão até o momento da torra. Apresentamos a análise do mercado alvo internacional em que a empresa quer adentrar, visualizando os cenários micro e macro ambientais e apontando obstáculos e oportunidades que serão encontrados. Estudamos minunciosamente o processo de exportação para apresentar as ferramentas necessárias para efetivação desse projeto, desde os investimentos necessários por parte da empresa até o processo burocrático do trâmite exportação. Será exportado inicialmente 400 kg de café especial para a cafeteria Kaffeine, via modal aéreo.

2ª Feira de Negócios de Comércio Exterior
Data: 21 e 22 de novembro de 2016
Horário: 18h30 às 22h30
Local: Praça central - Campus Rudge Ramos (Rua Alfeu Tavares, 149, Rudge Ramos. São Bernardo do Campo, SP) 

 

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , ,

ANDREA LEITE - COORDENADORA

Veja o minicurrículo

 


Receba informações de oferecimento deste curso

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: