Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Ciências Econômicas / Notícias / Presente do Dia das Mães será de R$ 128 em 2017, ou 22% menor

Presente do Dia das Mães será de R$ 128 em 2017, ou 22% menor

Pesquisa de Intenção de Compras (PIC) feita pela Metodista indica movimentação de R$ 111 milhões na economia do ABC paulista

04/05/2017 14h30 - última modificação 08/05/2017 14h27

Foto pixabay.com

Baixe aqui a versão em PDF do resultado da pesquisa

O orçamento doméstico mais apertado diante da persistente crise econômica e do desemprego continua levando à reavaliação de compras e gastos para menos. No Dia das Mães de 2017, celebrado em 14 de maio próximo, consumidores do ABC paulista estão dispostos a pagar R$ 128 pelo presente, o que representa queda nominal de aproximadamente 22% em relação a 2016, quando a média foi de R$ 157. Ao considerar o gasto médio planejado (com vários presentes), a revisão para baixo é de aproximadamente 15% deflacionados, reduzindo-o para R$ 180, contra R$ 211 na edição passada.

Segundo a PIC Dia das Mães (Pesquisa de Intenção de Compras) realizada pela Universidade Metodista de São Paulo em parceria com Associações Comerciais e Industriais do Grande ABC, a expectativa é de que a data faça circular cerca de R$ 111 milhões na economia regional neste ano, ou 15% menos do que a projetada para 2016, que foi de R$ 130 milhões. Considerando a inflação de 4,57% acumulada em 12 meses até março de 2017, estima-se queda real de 11% nesse indicador em relação ao ano passado.

Dentre os produtos que os consumidores pretendem adquirir, os que mais se destacam são vestuários (25,6%), perfumes/cosméticos (21,3%), flores (8,6%), joias e bijuterias (7,2%), cestas de café da manhã (5%) e utensílios de cozinha (4,6%). Comparando com o ano passado, o ranking apresentou pequenas mudanças, como por exemplo menor intenção de comprar vestuário (34,5% no ano passado) e perfumes (21,5%).

O percentual dos que pretendem gastar até R$ 150 por presente saltou de 77,5% em 2016 para 80% na pesquisa de 2017. Destaca-se o fato de que 41,3% dos entrevistados declararam intenção de gastos num intervalo entre R$ 51 e R$ 100.

Compras por internet

O tipo de estabelecimento preferido para adquirir presentes são os shopping centers (35,4%), seguidos de lojas do comércio formal localizadas no centro das cidades (32,8%) e nos bairros (13,7%). “Esse tipo de preferência apresenta forte correlação com o nível de renda familiar do entrevistado e também com o gasto planejado”, comenta o coordenador da pesquisa, professor Moisés Pais dos Santos.

Relativamente ao ano passado, houve redução da intenção de compras em shoppings (que representaram 43% das preferências em 2016) e aumento da opção pelo comércio central (26%), de bairro (11%) e por internet (que subiu de 8% para 9,5% neste ano).

Além das mães, moradores das sete cidades do Grande ABC desejam presentear avós (12,2%), sogras (10,8%) e esposas (10,6%). Sendo assim, apenas 55,6% dos presentes devem ser direcionados às mães. Essa destinação difere bastante em relação à observada no ano passado, quando a média na intenção de presentear as mães foi de 81%.

A PIC Dia das Mães 2017 envolveu 500 questionários, respondidos em 58% por mulheres e 42% por homens. Os entrevistados são jovens, com idade de aproximadamente 32 anos. Do total, 63,8% revelaram ter renda familiar entre 3 e 10 salários mínimos (entre R$ 2.811 e R$ 9.370),  fator determinante nas decisões quanto a gastar, quanto pagar e onde comprar. A maioria dos entrevistados (92%) caracteriza-se por boa formação escolar, que varia do ensino médio completo (40,3%) à pós-graduação (5%).

A aplicação dos questionários foi realizada por equipes das Associações Comerciais e por alunos dos cursos de Ciências Econômicas, Ciências Contábeis e de Administração da Universidade Metodista.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , , ,

SILVIA OKABAYASHI - COORDENADORA

silvia.jpg

Veja o minicurrículo


 

ci├кncias-econ├┤micas.jpg

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: