Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Ciências Contábeis - A Distância / Notícias / Cursos de Gestão e Contábeis a distância valorizam orientação e interação professor-aluno

Cursos de Gestão e Contábeis a distância valorizam orientação e interação professor-aluno

Gestão de Seguros e Gestão Financeira, além de Ciências Contábeis EAD, dão ênfase a conteúdo prático

30/10/2018 19h35 - última modificação 30/10/2018 19h54

Prof. Klauss e Danilo: trabalho científico no Congresso Metodista

Visto de fora, pode parecer que cursos a distância têm funcionamento diferente dos presenciais. Na vida real, porém, excetuando o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), tudo é rigorosamente igual na Universidade Metodista de São Paulo, desde conteúdo curricular qualificado até diálogo direto com professores e orientação de TCCs (Trabalhos de Conclusão de Curso) e de PAPs (Projetos de Ação Profissional). A flexibilidade de horário para estudar entra na conta das vantagens da EAD sobre aulas presenciais.

“Não é porque se trata de um curso on-line que deixamos de valorizar a interação nas aulas e a efetiva participação dos alunos. Prezamos por um aprendizado eficiente, repassando o melhor do conhecimento que o formando precisa, mas também somos exigentes, para que esse aluno tenha de fato boa formação”, sublinha o coordenador do bacharelado em Ciências Contábeis e dos cursos de tecnólogos em Gestão de Seguros e Gestão Financeira, professor Klauss Suppion.

Ele cita como exemplo o aluno Danilo Mielev, de 28 anos e do 4º período de Ciências Contábeis EAD, único do curso (incluindo presencial) que teve trabalho aprovado para participar do Congresso Científico da Metodista de 2018. Danilo desenvolveu pesquisa sobre o eSocial e a dificuldade de assimilação das regras por parte dos contadores. O aluno EAD escreveu em co-autoria com o próprio professor Klauss: “Tivemos uns 10 encontros e fomos arredondando o tema”, conta o professor, orgulhoso de ver Danilo passar pelo rigor da banca que aprovou o trabalho para o Congresso Metodista.

Formado em Ciências Sociais e motivado a graduar-se em Contábeis para seguir o negócio do pai, que é contador, Danilo está igualmente satisfeito. Ele estuda no Polo Rudge Ramos. “Comecei a questionar as dificuldades que os empresários estavam encontrando para implantar o eSocial. Vi que também contadores autônomos têm dificuldades para entender e aplicar o mecanismo, começando pela linguagem bastante técnica do manual cheio de códigos. A transição foi muito rápida, por isso não foi totalmente assimilado pelos RHs e contadores e há poucas publicações a respeito. Então professor Klaus me incentivou e ajudou a desenvolver o tema”, conta o aluno.

EADGestaoSegurosSilviaTaniguchiOUT2018.jpg
Prof. Sílvia Taneguchi
PAPs com aplicação prática

A relação estreita aluno-professor na interação das aulas, no Ambiente Virtual de Aprendizagem e na orientação dos Projetos de Ação Profissional aponta para objetivo único: fazer os alunos terem o máximo de aprendizado sobre o que vão encontrar no mercado.

Professora Silvia Palmieri Taniguchi, do curso EAD de Gestão de Seguros, destaca que todo final de semestre os professores definem quais temas os alunos vão trabalhar no semestre seguinte e avaliam o que clientes procuram na área de seguros, para que os PAPs sejam sempre atuais e de aplicação prática. “Depois que verificamos as disciplinas, o projeto é elaborado para utilizar os conhecimentos que os alunos terão no semestre e como aplicá-los numa empresa ou corretora de seguros. Os alunos vão pessoalmente fazer a pesquisa do PAP. E são grande fonte de matéria-prima também para nós, pois trazem para a academia o que o mercado demanda”, relata.

Um tema atual é o seguro ambiental. Estudantes EAD visitam empresas e pesquisam se existem leis reguladoras, quais as obrigações das companhias e quais tipos de coberturas. O aluno monta um case real para entender como a empresa ou corretora atua, tomando como base as disciplinas que aprendeu no semestre. “A qualidade dos PAPs é ótima, porque trabalhamos muito a atualidade das empresas, dos planos de saúde, dos seguros automotivos etc”, testemunha professora Sílvia.

Aluna do 3º semestre no Polo Lapa, na Capital, Adriana Ferreira atua na Liberty Seguros e escolheu como tema do último PAP os riscos ambientais de uma funerária. Gostou da experiência: “Meu aprendizado e do grupo foi de suma importância, visto que cada um colaborou para que o trabalho fosse realizado gerando mais conhecimentos sobre riscos ambientais, já que todos trabalhamos com automóveis”, conta.

Sobre o PAP exigir um projeto com aplicabilidade, ela define como muito útil, pois permite aquilatar o aprendizado, unir o grupo do curso e conhecer pessoas a cada semestre. “Melhora o conhecimento pois temos que buscar informações para aprimorar o conhecimento. Além disso, professora Sílvia nos ajuda por meio de fórum e e-mail e também disponibiliza seu telefone celular para dúvidas. Sempre atenciosa, ela procura explicar de forma clara e objetiva”, testemunha Adriana, que aos 40 anos trabalha como analista de aceitação de auto.

Nada é abstrato 

EADGestaoFinanceiraVitorGustavoOUT2018.jpg
Prof. Vitor Gustavo

A importância da orientação direta e da atividade do PAP envolver tudo o que o utilizará no decorrer da profissão é também destacada pelo professor Vitor Gustavo da Silva, do curso de Gestão Financeira.

“Quando o graduando tem contato com cenários do mercado, identifica na prática o que aprendeu e não fica achando que aquele contexto teórico que viu em aula é abstrato. Ele começa, enfim, a tomar posse do conteúdo ensinado. Então a gente começa a conversar e a desenvolver melhor as ideias que ele está pesquisando”, explica professor Vitor.

No atual cenário de inflação estabilizada e juros baixos, há vários PAPs trabalhando com portfólios de investimentos, ou seja, o que o gestor precisa fazer quando há alguma sobra de caixa.

“Trabalhamos esse contexto para que os alunos entendam o impacto da inflação e os benefícios de uma taxa Selic hoje no menor patamar histórico – o que fazer neste cenário recessivo em que a empresa não vai investir no aumento da produção? Tem que buscar alternativas de investimento que permitam liquidez, proteger-se da inflação mesmo que baixa e também elevar esse capital, isto é, ter ganho real”, exemplifica o docente de Gestão Financeira, citando que entre as opções repassadas aos alunos estão índice Bovespa (B3), CDI, ETFs, CDBs, LCI e LCA. O graduando faz a pesquisa geralmente em corretoras antes de montar o plano que mais interessa à empresa que está atendendo.

Os cursos EAD de tecnólogos em Gestão Financeira e Gestão de Seguros, além de bacharel em Ciências Contábeis, já inscrevem gratuitamente para o Vestibular 2019.

Esta matéria foi publicada no Jornal da Metodista.
Conheça Outras.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , , , , ,

KLAUS SUPPION - COORDENADOR
klaus.jpg
Minicurrículo

 

Receba informações de oferecimento deste curso

Receba informações de oferecimento sobre esse curso:

X