Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Agência de Divulgação Científica / Especiais / Ciências da Comunicação no Brasil e no mundo é tema de aula inaugural do POSCOM

Ciências da Comunicação no Brasil e no mundo é tema de aula inaugural do POSCOM

11/08/2014 20h31

Coordenadora do POSCOM, Marli dos Santos, introduz aos alunos, o professor José Marques de Melo

Texto e Fotos por: Roberto Bueno

As principais linhas de estudo do campo das Ciências da Comunicação no Brasil e em outros países foram apresentadas aos alunos do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social (POSCOM) nesta segunda-feira, 11 de agosto, por intermédio da palestra “Ciências da Comunicação: Cartografia Mundial e Matrizes Brasileiras no Século XXI”, ministrada pelo coordenador da Cátedra UNESCO/Metodista de Comunicação Social, professor José Marques de Melo.

O professor Marques de Melo expôs, na palestra realizada no edifício Capa, sobre a explosão do estudo do campo da Comunicação e as principais tendências desses estudos. Ele discorreu sobre as diferentes abordagens dos pesquisadores, principalmente entre a que tange ao meio e à mensagem. Porém, para ele, “as duas coisas têm que andar juntas”.

No Brasil e no mundo

Marques citou alguns países e os principais pesquisadores, dizendo quais são os objetivos das suas pesquisas. Depois ele explicou como o estudo da Comunicação começou no Brasil e em qual situação que elas estão atualmente.

Os pesquisadores e estudiosos dos Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha, França e Itália foram citados e sucintamente explicados. O coordenador da Cátedra contou que o primeiro estudo sobre Comunicação, mais especificamente sobre os jornais diários que começavam a surgir à época, foi na Alemanha, no ano de 1690.

Os estudos no Brasil, segundo o professor, foram iniciados por alguns pesquisadores, como o historiador Sérgio Buarque de Holanda, que acabaram estudando de forma indireta o campo da Comunicação ao realizarem os seus trabalhos. Também foi citado outro historiador, Caio Prado Júnior, que realizou em seus trabalhos estudos sobre a área. A apresentação do professor foi baseada em um dos seus últimos livros “Teoria e Metodologia da Comunicação: Tendência do século XXI”.

O professor também demonstrou que no Brasil ocorreu a divisão nas pesquisas entre mídias e mensagem. Citou, para exemplificar esta divisão, os pesquisadores Hélio Vianna e Carlos Pizzini, que concentraram seus estudos nas mídias. E, também, explicou como alguns pesquisadores como Marialva Barbosa e Nelson Werneck Sodré se utilizaram da História para contar sobre a evolução dos estudos da Comunicação.

Comunicar erros


SOBRE A AGÊNCIA

FAPESP