Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Central de estagios / Alunos / Dicas / Mantenha a naturalidade

Mantenha a naturalidade

Juliana Portugal

 

Essa é a primeira dica básica de especialistas: fale sobre você com calma e sem exageros

Passar por diversas fases, concorrer com centenas de candidatos e ficar na espera de uma aprovação são motivos de ansiedade ou até angústia na procura de um emprego. Mesmo assim, é na hora da entrevista que o coração dispara de vez.

A professora de redação e português empresarial do Programa de Cursos Especiais de Aprimoramento e Desenvolvimento (Cead), Rosangela Grigoletto, dá uma primeira dica básica para esse momento determinante: manter a naturalidade. “O entrevistador tem que confiar no candidato, por isso é precisa controlar o nervosismo”.

O psiquiatra Leonard F. Verea afirma que, ao depositar todas as suas expectativas em torno da entrevista, o candidato se torna mais frágil. “Na pior das hipóteses o que pode acontecer é não conseguir a vaga e ele tem de estar preparado para isso”.

Verea ainda explica que para o resultado não ser negativo, o entrevistado tem que criar na empresa o desejo de tê-lo como parte da equipe. E só irá conseguir mostrar que é necessário por meio das competências, expostas com naturalidade.

Rosangela enfatiza que, para sentir-se melhor preparado, o candidato deve buscar várias informações da empresa em que pretende ingressar. “Hoje em dia a maioria tem sites, que podem ser uma boa ferramenta para conhecer mais a história da companhia”. E se o candidato souber usar as informações que conseguiu durante a entrevista, de maneira pertinente, certamente ganhará pontos positivos com o entrevistador.

Além de causar boa impressão, conhecer mais a empresa irá ajudar o candidato a saber se ele quer realmente trabalhar nela. “Verificar o mapa de localização, qual o trajeto que ele fará todos os dias, que meio de transporte ele usará também são perguntas importantes a fazer”, diz Rosângela.

CUMPRIMENTO

“Nunca subestime a força que a primeira impressão pode causar”. A frase de Rosangela traduz toda a preocupação que o candidato deve ter com roupas, postura e vocabulário.

E é importante, diz ela, estar concentrado desde o primeiro minuto. Por isso é fundamental que o candidato ao cumprimentar o entrevistador aperte sua mão com firmeza e olhe em seus olhos, dica que aliás vale também para o decorrer da entrevista. Quanto às roupas, Rosangela aconselha evitar saias ou vestidos curtos, decotes ou cores berrantes, referindo-se aos trajes femininos. “O melhor é optar por trajes sociais com cores sóbrias (azul escuro, cinza, preto)”.

A professora explica que chegar à entrevista com roupa decotada, perfume e maquiagem carregada, no caso das mulheres, pode passar uma imagem errada, de que é uma pessoa extravagante demais e que quer esconder a sua essência.

Verea também ensina aos candidatos o que alguns sinais proibidos durante a entrevista significam. Por exemplo, se o entrevistado estiver com braços e pernas cruzados demonstra que está fechado para o diálogo, sem vontade para desenvolver qualquer assunto. “Bater os dedos na mesa mostra que o candidato está muito tenso e que o assunto em questão o está deixando mais nervoso ainda”. Outra dica: não gesticule demais. “Usar muito as mãos para falar supõe alta ansiedade”.Outro alerta importante: não fale sem parar, porque corre o risco de dizer coisas inúteis ou até sem sentido.

Perfil profissional e pessoal em foco

A diretora de Recursos Humanos da Master Target, empresa especializada na prestação de serviços para profissionais em diversos segmentos, Carla Vecci sabe muito bem como o nervosismo pode prejudicar o candidato no momento da entrevista. E ela avisa que não são só as características técnicas que serão avaliadas. “Analiso o perfil profissional e também emocional”.

Carla diz que é importante o candidato estar bem preparado para a entrevista. Ela afirma que é muito comum os entrevistadores fazerem “pegadinhas” e com isso eles analisam como o candidato reage a essas perguntas. “Se o entrevistado olhar para cima significa que ele está pensando, se olhar para baixo é porque não sabe”.

Alguns gestos também ajudam a diretora a identificar se a pessoa tem realmente interessa naquela vaga. Um deles é sentar-se mais próximo à mesa. Para Carla estes sinais fazem parte de um processo inconsciente e por isso o candidato deve estar atento para não se prejudicar. Outro cuidado que os candidatos devem ter é com o currículo. “Todas as informações contidas nele são sempre checadas. Por isso não invente nada”, afirma a professora de Redação e Português empresarial do Programa de Cursos Especiais de Aprimoramento e Desenvolvimento (Cead), Rosangela Grigoletto.

NOVOS RUMOS

E o que todo candidato espera ao término da entrevista? Que tenha conseguido a vaga, claro. E não foi diferente com Éder Prado, de 36 anos. Atualmente ele está ativo na área de tecnologia de informação. Mas mesmo assim busca uma recolocação no mercado de trabalho. Prado sente que está estagnado profissionalmente. “Quero novos ares. Preciso de novos desafios”.

E para a recolocação no mercado Prado procurou ajuda de empresa especializada, que age como uma assessoria personalizada. Essa saída tem sido muito utilizada por profissionais que não querem se expor demais ao ir atrás de novas oportunidades. “Não dá para simplesmente colocar o currículo debaixo do braço e sair por aí”. Ao sair da entrevista, Prado estava confiante. “Lembrei de várias dicas que podem parecer bobas, mas que foram muito importantes para o meu desempenho”.

Antes da entrevista

  • Chegue com antecedência
  • Leve um currículo atualizado
  • Pesquise mais informações sobre a empresa
  • Procure mais detalhes sobre o cargo pretendido

Durante a entrevista

  • Cumprimente o entrevistador com firmeza
  • Converse olhando nos olhos
  • Mantenha o tom da voz adequado
  • Incline-se na direção do interlocutor
  • Demonstre otimismo
  • Dê respostas objetivas
  • Não pergunte aspectos pessoais do entrevistador, nem dos objetos e fotos da sala
  • Não fale gírias
  • Apresente-se de forma polida
  • Roupas e maquiagem devem ser o mais neutras possível

As mais feitas

  • Por que você se acha capaz de assumir o cargo?
  • Baseado em quais de suas experiências você se acha capaz de trabalhar conosco?
  • Qual ou quais de suas habilidades podem ajudar no crescimento da empresa?
  • Por que você aceitaria este cargo?
  • Fale um pouco sobre você

 

Comunicar erros