Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Central de estagios / Alunos / Dicas / Dicas de como preparar o seu currículo

Dicas de como preparar o seu currículo

21/02/2007 - 14h32 - InfoMoney

SÃO PAULO - Para quem está começando, conseguir o tão sonhado primeiro emprego pode representar uma entrada com o pé-direito no mercado profissional. Afinal de contas, as melhores vagas são disputadas em um ambiente muito competitivo, e cada diferencial apresentado pode representar um ponto a mais para a sua conquista.

Nesta competição, o desafio começa na elaboração de um bom currículo. Lembre-se que, em geral, este é o primeiro contato entre candidato e empresa.

Assim, vale a pena investir algum tempo para preparar algo que cause, desde o início, uma boa impressão. Para isso, o CV tem que ser, ao mesmo tempo, completo e objetivo.

Que tamanho deve ter meu currículo?

Duas páginas, no máximo, são suficientes para que você apresente, de forma clara e objetiva, sua experiência profissional. Seja bastante preciso quanto aos seus objetivos.

Não se sinta inseguro em mencionar sua pretensão salarial. Em muitos casos ela abrevia o processo: ou seja, você não terá que chegar até a entrevista para perceber que o salário oferecido está bem abaixo do que você esperava.

Seu perfil é adequado para a vaga?

Evite enviar currículo para uma empresa, se você perceber que a vaga anunciada não tem nada a ver com o seu perfil. Tudo bem, as coisas não estão fáceis, mas fingir ser o que você não é não o ajudará em nada.

Assim, o melhor antes de se dirigir a uma entrevista é buscar o máximo de informações sobre a função e a empresa. Caso reste alguma dúvida você pode sempre aproveitar para esclarecê-las durante a entrevista.

Clareza

Se você acha que deve colocar com detalhes, absolutamente tudo sobre sua vida profissional em seu currículo, está no caminho errado. Acredite: um bom CV conquista o selecionador pela precisão e concisão das informações, ou seja, quando vai direto ao assunto.

Pense bem: ao anunciar uma vaga, dependendo do que ela oferecer, chegarão para a empresa, no mínimo, centenas de currículos. Já pensou no trabalho para analisar cada um? É neste aspecto que os mais detalhistas já perdem ponto.

Portanto, o currículo deve ser preparado de forma clara, com uma disposição de informações ordenadas de forma lógica e apresentadas em um formato agradável, que mostre a preocupação do candidato em "caprichar" na sua apresentação.

Procure usar fontes mais leves e não abuse do uso de negrito, itálico ou cores diferentes. O currículo, na grande maioria das áreas, deve passar uma impressão de sobriedade e profissionalismo, com perfis "experimentais" sendo recomendados apenas para segmentos muitos específicos, principalmente ligados a artes plásticas, mídia e comunicações.

Informações pessoais e objetivos

Além do seu nome e data de nascimento, nunca deixe de incluir informações completas de endereço e telefone, além de endereço eletrônico. Lembre-se: elas permitirão que você receba uma resposta ao envio do seu CV e ajudam a empresa a escolher melhor o perfil do candidato (idade, local de residência etc).

Atenção aos documentos: não há qualquer utilidade para o selecionador em saber o número do seu RG, do CPF e do título de eleitor. Pelo menos não neste momento. Por isso, evite tantas informações, siglas e números diferentes. Eles apenas tomam espaço e não elucidam absolutamente nada.

Evite também enviar fotos anexadas ao currículo, ou impressas nele, a não ser que a empresa em questão tenha solicitado isso em seu anúncio. Do contrário, sua foto não ajudará em nada. Poderá até atrapalhar, pois isso passará a idéia de que se trata de alguém convencido, que preza demais sua imagem.

Procure sim deixar claro qual o seu objetivo ou interesse ao buscar o estágio. Você não pode ser nem muito vago, nem muito específico. Difícil? Um exemplo: não adianta colocar como objetivo "estágio em engenharia", pois isso é muito vago e pode indicar que você não possui objetividade. Ao mesmo tempo evite descrições muito específicas, que possam eventualmente reduzir de forma muito significativa suas oportunidades.

Formação acadêmica

Comece esta seção sempre pelo seu último curso, em geral a faculdade, informando o ano ou semestre em que está, caso ainda não a tenha concluído. Deixe bastante claro qual a sua disponibilidade para o trabalho ou estágio, de modo que a empresa possa se programar.

Além do seu curso universitário, mencionar onde você fez seu segundo grau pode fazer a diferença, principalmente em processos bastante concorridos que contam com muitos alunos da mesma faculdade.

Conhecimentos específicos

Os selecionadores adoram esta parte! Por isso, inclua no seu CV os cursos de idiomas e informática, discriminando se estão em nível básico, intermediário ou avançado. Dependendo da vaga, eles podem ser um importante diferencial, além de mostrarem que você é uma pessoa que se preocupa com sua formação profissional, pois estes conhecimentos se tornaram imprescindíveis em muitas áreas.

Liste também cursos extra-curriculares relevantes que você já realizou, focando sempre naqueles que podem contribuir para melhorar o seu perfil. Por outro lado, evite mencionar seminários curtos ou palestras, a não ser que sejam efetivamente caracterizados como cursos.

Experiência profissional

Vale a pena mencionar outros estágios ou experiências profissionais relevantes. Neste item, são válidos os projetos e trabalhos desenvolvidos durante a faculdade, desde que realmente relevantes.

Caso seja algo não relacionado ou um "bico", muitas vezes deve-se mencionar, porém de forma breve e sem entrar em detalhes das atividades desenvolvidas. Afinal de contas, o CV deve manter um foco no que realmente interessa à empresa que tenta preencher suas vagas.

Detalhes adicionais

Na maioria das vezes você pode optar por descrever outros fatos importantes, como prêmios recebidos, classificação no vestibular (se de destaque), experiências no exterior ou em grêmios ou centros acadêmicos e trabalho voluntário. Assim, você busca mostrar um grau de diferenciação em relação aos demais candidatos, o que pode até facilitar o processo de entrevistas.

Obviamente não existem regras totalmente definidas para você preparar seu CV, pois muitas vezes um toque de personalização pode ser interessante. No entanto, a grande maioria das sugestões incluídas visa facilitar o processo de análise do currículo por parte das empresas e criar uma expectativa positiva em relação ao candidato.

Embora um bom CV seja necessário, isso em geral não lhe garante a vaga, pois o sucesso durante as entrevistas é fundamental para obter o estágio desejado. Porém, nada melhor do que começar o processo da maneira correta!

 

 

Comunicar erros