Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Central de estagios / Alunos / Dicas / Constrangimento no Trabalho

Constrangimento no Trabalho

Para a consultora de etiqueta empresarial Cláudia Matarazzo, 46, entre as reclamações sobre o tema, as campeãs são o mau hálito e o mau cheiro dos colegas.

Matarazzo responsabiliza a globalização pela padronização das normas de conduta empresarial, que se tornaram uma linguagem universal a partir dos anos 80. Confira, a seguir, algumas das sugestões da consultora.

CHEFE QUE GRITA - Não se deve corrigi-lo e não adianta revidar. O funcionário tem de ser delicado, mas precisa se impor, caso a situação torne-se insuportável.

CUMPRIMENTO - A mulher toma a iniciativa. Se o cumprimento for ignorado, deve-se dissimular, como fingir arrumar o cabelo.

DESCONVITE - Quem se senta sem ser convidado está errado. No geral, fica-se de pé à porta, até ser recebido oficialmente.

CHAMAR A ATENÇÃO - Criticar o colega na frente de outra pessoa é muito grave. O melhor é discutir o problema individualmente.

QUEBRA-BARRACO - Se o colega se alterou a ponto de ser agressivo, é melhor sair e deixá-lo pensando no que fez até se acalmar.

MAU CHEIRO - É melhor reclamar no departamento de RH.

Fonte: Folha de São Paulo, 15 de janeiro de 2006.

 

 

Comunicar erros