Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Automação Industrial / noticia / Automação Industrial tem reconhecimento renovado pelo MEC em 2016

Automação Industrial tem reconhecimento renovado pelo MEC em 2016

Além de nota 4 no último Enade, curso recebe chancela do Ministério da Educação

17/02/2016 16h52

O Ministério da Educação renovou o reconhecimento do curso de Automação Industrial da Universidade Metodista de São Paulo, conforme portaria 29 assinada pelo secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior, Marco Antonio de Oliveira. A publicação consta do Diário Oficial da União de 11 de fevereiro de 2016 e valida a boa performance da graduação, que obteve nota 4 no último ENADE (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes).

“Isso mostra a seriedade dos nossos alunos em relação a este indicador de qualidade de curso, bem como dos professores em preparar esses alunos, não só para o ENADE, mas também para a vida profissional. O Ministério da Educação considera um curso nota 3 como sendo a média nacional, o que nos coloca acima dessa faixa”, comenta o coordenador da graduação, professor Mario Boaratti.

Aulas em empresas

Oferecido na modalidade de tecnólogo e duração de 6 semestres, o curso de Automação Industrial já formou 154 alunos desde 2011, sua 1ª turma. Um dos pontos altos são as parcerias com empresas da área, entre as quais com a multinacional alemã Festo Didactic, onde é possível fazer inúmeros treinamentos práticos e receber certificados em cada especialização. Esses cursos práticos têm duração de uma semana por período letivo, no mesmo horário de aula, e integram a carga curricular.

O curso de Tecnologia em Automação Industrial da Metodista busca preparar profissionais aptos a otimizar, racionalizar e modernizar as técnicas de produção automatizada. Isso é possível pelo emprego de sistemas elétricos, eletrônicos, computacionais, pneumáticos e robóticos adequados a cada caso, levando em conta características técnicas, econômicas, gerenciais e humanas, possibilitando a melhoria da qualidade, evitando o desperdício e empregando recursos naturais com respeito ao meio ambiente.

Conforme destaca professor Boaratti, o aluno é capacitado a assumir diferentes funções dentro das empresas, seja de projeto, execução ou gestão.

Esta matéria foi publicada no Jornal da Metodista.
Conheça Outras.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , ,

Receba informações de oferecimento deste curso

MÁRIO BOARATTI - COORDENADOR
mario.jpg

Veja o minicurrículo

 


Receba informações de oferecimento sobre esse curso: