Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Assessoria de Relações Internacionais / Notícias / 2015 / 30 países que oferecem bolsas de estudo para brasileiros

30 países que oferecem bolsas de estudo para brasileiros

Saiba como funcionam os principais programas de bolsas na matéria produzida pelo Canal do Ensino

28/04/2015 16h44

Fonte: Canal do Ensino

Se você tem planos para estudar fora, sabe que terá que pesquisar bastante na internet para encontrar o curso desejado, a instituição de ensino ideal e uma forma de reduzir os gastos. Pois as bolsas de estudo estão aí para isso. Veja aqui programas de bolsas de estudo para brasileiros em mais de 30 países.

As bolsas podem financiar os estudos integralmente, ou em parte, em cursos de graduação, de pós-graduação, principalmente doutorado e pós-doutorado, e em especializações.

Como funciona

Antes de pedi-las, o candidato deve escolher a universidade onde vai estudar e verificar se é possível pedir a bolsa depois de ser aceito na instituição (o processo inverso não existe) porque alguns programas estabelecem uma lista das instituições com quem mantêm parceria e que são exclusivamente beneficiadas.

Em geral, o estudante precisa conseguir a aprovação na universidade antes de pedir o financiamento do estudo. O limite de idade é outro requisito que pode constar entre as qualificações do candidato. Outros itens que contam, dependendo do tipo de bolsa, são testes de proficiência em uma ou duas estrangeiras e notas escolares de excelência.

As bolsas de estudo em instituições estrangeiras podem cobrir taxas de inscrição, mensalidade e dormitório. As passagens aéreas podem ou não estarem incluídas no benefício. Fique atento para os detalhes.

Programas de bolsas de estudo

Os mais conhecidos programas de fomento são a Capes (Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) e o Ciência sem Fronteiras, que oferecem bolsas para mais de 30 países: África do Sul, Alemanha, Argentina, Austrália, Bélgica, Canadá, Chile, China, Cingapura, Coreia do Sul, Costa Rica, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hong Kong, Hungria, Índia, Irlanda, Israel, Itália, Japão, Luxemburgo, México, Noruega, Nova Zelândia, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Tcheca, Rússia, Suíça, Suécia e Turquia.

Conheça cada um: Se você tem planos para estudar fora, sabe que terá que pesquisar bastante na internet para encontrar o curso desejado, a instituição de ensino ideal e uma forma de reduzir os gastos. Pois as bolsas de estudo estão aí para isso. Veja aqui programas de bolsas de estudo para brasileiros em mais de 30 países.

As bolsas podem financiar os estudos integralmente, ou em parte, em cursos de graduação, de pós-graduação, principalmente doutorado e pós-doutorado, e em especializações.

Como funciona

Antes de pedi-las, o candidato deve escolher a universidade onde vai estudar e verificar se é possível pedir a bolsa depois de ser aceito na instituição (o processo inverso não existe) porque alguns programas estabelecem uma lista das instituições com quem mantêm parceria e que são exclusivamente beneficiadas.

Em geral, o estudante precisa conseguir a aprovação na universidade antes de pedir o financiamento do estudo. O limite de idade é outro requisito que pode constar entre as qualificações do candidato. Outros itens que contam, dependendo do tipo de bolsa, são testes de proficiência em uma ou duas estrangeiras e notas escolares de excelência.

As bolsas de estudo em instituições estrangeiras podem cobrir taxas de inscrição, mensalidade e dormitório. As passagens aéreas podem ou não estarem incluídas no benefício. Fique atento para os detalhes.

Programas de bolsas de estudo

Os mais conhecidos programas de fomento são a Capes (Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) e o Ciência sem Fronteiras, que oferecem bolsas para mais de 30 países: África do Sul, Alemanha, Argentina, Austrália, Bélgica, Canadá, Chile, China, Cingapura, Coreia do Sul, Costa Rica, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hong Kong, Hungria, Índia, Irlanda, Israel, Itália, Japão, Luxemburgo, México, Noruega, Nova Zelândia, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Tcheca, Rússia, Suíça, Suécia e Turquia.

Conheça cada um.

 

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , ,