Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Administração / Notícias / Alunos de Administração montam minifábricas contemplando do RH à entrega ao cliente

Alunos de Administração montam minifábricas contemplando do RH à entrega ao cliente

Três empresas de veículos foram planejadas em todas as áreas corporativas

11/06/2018 17h25 - última modificação 11/06/2018 17h22

Alunos do 7º semestre do curso de Administração testaram as habilidades para desenvolver projetos completos de negócios montando minifábricas de veículos dentro do módulo Diagnóstico e Consultoria Empresarial. Os trabalhos foram apresentados na noite de 6 de junho envolvendo a criação de três empresas – OAK, AutoGreen e Grecco Motor --, concebidas com todas as áreas corporativas: administrativa e financeira, comercial e marketing, produção, logística e qualidade, além de RH (Recursos Humanos).

“Avaliamos se o produto final é feito dentro do prazo, na quantidade e qualidade esperada; como é a metodologia de melhoria nos produtos, os processos e habilidades dos trabalhadores; além da capacidade de análise para diagnosticar problemas e propor soluções”, descreve a professora Patrícia Brecht Innarelli, que orientou e supervisionou o módulo do curso da Universidade Metodista de São Paulo.

Cada minifábrica mobilizou vários grupos, cada qual incumbido de uma área corporativa. A ideia da minifábrica é aplicar os conceitos desenvolvidos ao longo dos sete semestres cursados até aqui. Na área comportamental, por exemplo, os grupos são observados em itens como trabalho em equipe, liderança, criatividade, produtividade, ética, capacidade analítica e rapidez na tomada de decisão, habilidade interpessoal, organização e conhecimento do processo.

Comunicação e fluxograma

Na parte da comunicação visual, os alunos são desafiados a desenvolver tópicos como Missão, Visão e Valores da empresa, layout, comunicação interna e visual, organograma, logotipo e slogan, campanha e atendimento ao cliente. E há ainda o planejamento de como deve ser processo de produção:

“Os operadores não ficam parados esperando peças necessárias à produção. Eles sabem o que fazer, para não se perder ao longo do processo, que não possui estoque maior que o mínimo necessário para o sistema puxado. A comunicação entre os operadores e a liderança deve ser eficaz, de modo que o fluxograma do processo atenda às necessidades de produção, esteja visível e enumere recursos necessários para o ritmo e tempo de cada ciclo”, enumera professora Patrícia entre as etapas da produção a serem previstas.

O processo segue roteiro predefinido, no qual a sequência de atividades coincide com a sequência na qual esses processos foram arranjados fisicamente. Importante ressaltar a fórmula do 5S: o local de produção deve ser limpo, organizado, não apresentar desperdícios ou riscos aos trabalhadores, com peças seguindo ordem lógica. Veja imagens do evento:

 

Diagnóstico e Consultoria Empresarial-Projeto Minifábricas de alunos do 7º semestre de Administração

Esta matéria foi publicada no Jornal da Metodista.
Conheça Outras.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , , , , ,

 

administra.jpg 

 

Receba informações de oferecimento deste curso

 

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: