Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Administração - A Distância / Notícias / Aluno de Administração elogia EAD e prossegue na formação acadêmica

Aluno de Administração elogia EAD e prossegue na formação acadêmica

Ronald Petrotheli atua hoje em uma multinacional e planeja fazer mestrado profissional

11/01/2019 17h20 - última modificação 11/01/2019 18h12

Foto Arquivo Pessoal

Trabalho em equipe, entender como funciona uma empresa holisticamente e também priorizar a qualidade no atendimento ao cliente foram disciplinas que marcaram a formação de Ronald Petrotheli quando cursou Administração pela Educação Metodista a Distância, de 2008 a 2011. Não só porque esses conteúdos são exigidos no dia a dia do trabalho, mas sobretudo porque foram revistos com facilidade na pós-graduação que fez logo a seguir na Fundação Getúlio Vargas.

“Não senti nenhuma dificuldade na especialização da FGV porque a graduação em Administração de Empresas da Metodista cobra conteúdos que realmente o mercado necessita. Isso me ajudou muito na pós-graduação e também na prática do trabalho”, conta o ex-aluno, formado pelo Polo de Santos, em São Paulo, e hoje atuando em Atendimento ao Cliente numa multinacional de grande porte.

Aos 36 anos, Ronald Petrotheli é também voluntário do PMI São Paulo (Project Management Institute), uma associação global de certificações profissionais. Seu foco é Gerenciamento de Projetos, tema no qual também se especializou em curso no Senac e que está nos seus planos de mestrado profissional e doutorado. Dedicado aos estudos e a novos conhecimentos, também pensa em uma pós-graduação em Comunicação Empresarial na Metodista.

Ensino de excelência

A EAD em Administração da UMESP foi seu primeiro curso superior e, segundo Ronald, uma grande referência para prosseguir na formação acadêmica e profissional. “É uma instituição de ensino de excelência, que cobra seriedade dos professores e dos alunos e oferece bom conteúdo curricular”, define.

A experiência com educação a distância também foi marcante. Ronald conta que não foi fácil atender às exigências de muita disciplina e muitas leituras do curso.

“Eu vivia no Polo de Santos todos os dias para rever as aulas e leituras de textos. Por ser curso a distância, o aluno precisa ter disciplina, comprometimento, senão não consegue ter bom aproveitamento das aulas, e a Metodista cobra muito isso”, descreve, agradecendo, entre outros, o empenho de professores como Eder Polizei, Natacha Irene, Miguel Maiorino e Elaine Pasquini.

“Professora Natacha Irene foi quem me motivou a fazer Gerenciamento de Projetos e agradeço muito por ter me dado essa direção”, citou, sobre o desejo de cursar stricto sensu na área.

Esta matéria foi publicada no Jornal da Metodista.
Conheça Outras.

Comunicar erros


Leia mais notícias sobre: , , , , , , , ,

THAISA BECHELLI - COORDENADORA

 

Minicurrículo

Receba informações de oferecimento deste curso

Receba informações de oferecimento sobre esse curso: